???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2100
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: O ensino da Economia através do estudo da cadeia produtiva do artesanato de Bio e Eco jóias no município de Tabatinga, no Amazonas
Other Titles: The teaching of economics by studying the production chain Bio handicraft and Eco jewelry in the city of Tabatinga, in Amazonas
???metadata.dc.creator???: NEVES, Nícolas Andretti de Souza 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Gregório, Sandra Regina
First advisor-co: Guimarães, Fabiano Waldez Silva
???metadata.dc.contributor.referee1???: Gregório, Sandra Regina
???metadata.dc.contributor.referee2???: Pereira, Jorge Luiz de Góes
???metadata.dc.contributor.referee3???: Stefanuto, Vanderlei Antônio
???metadata.dc.contributor.referee4???: Guimarães, Fabiano Waldez Silva
???metadata.dc.description.resumo???: A Economia, tão presente em atividades absolutamente corriqueiras, na antiguidade já era objeto de estudo de grandes nomes da Filosofia, como Aristóteles e Platão. No entanto, hoje o que vemos é uma carência evidente de uma orientação acerca da economia de uma forma ampla, enquanto ciência que é, e específica, quando envolvida com todos os aspectos pertinentes à vida do homem contemporâneo, a saber as relações de trabalho, de produção e principalmente no processo de educação. Ainda é possível perceber uma distância entre grande parte da população daquilo que sejam os conceitos mais básicos sobre economia. Há uma resistência, muitas vezes carregada de mitos, a que se busque compreender o que realmente é a Economia. No Brasil, o ensino da Economia no ensino médio ainda é o processo que caminha a passos muito curtos. A iniciativa ainda é tímida e enfrenta resistência, especialmente nas instituições de ensino privado. E nas instituições públicas a Economia está presente principalmente nos cursos técnico-profissionalizante. Há que se perceber que mesmo os menores grupos sociais precisam reconhecer a ciência que lhes permite as relações efetivas de ganho, de lucro em cima de suas produções, sejam elas básicas, voltadas para a agricultura, pecuária, dentro de um aspecto bastante familiar, ou ainda da produção, por exemplo, do artesanato. Já é possível ver que os cursos do IFAM, ao longo de sua trajetória, tem buscado inserir mecanismos que abram espaço para o aprender, conhecer e praticar. E nesse contexto, surge, na grade curricular de seus cursos, as disciplinas diretamente ligadas à Economia. Já é possível levar às comunidades do Alto Solimões, por exemplo, o apoio necessário para que o povo que desde muito vive da pesca, da produção do artesanato, fruto dos frutos daquela região possa desenvolver sua arte, seu trabalho, ciente de que ele está inserido num processo econômico, viabilizando um crescimento notório, visto que não está apenas relacionado ao empírico, mas traz em seu bojo a ciência Economia, como fonte dos saberes necessários para que se pense e repense meios de produção, formas de produzir, estratégias de venda e ampliação de todo e qualquer negócio que torne real aquilo que se ensina na sala de aula dos cursos técnicos oferecidos pelo IFAM. Nesse sentido, o ensino da economia na cadeia produtiva do artesanato de bio e eco joia no município de Tabatinga-AM, permite um acompanhamento desta atividade criativa e suas etapas, que aproveita os recursos naturais de forma sustentável, disponibilizados na floresta, em conjunto com insumos e ferramentas que auxiliam a produtividade do artesão e que lhe geram renda. Assim, este trabalho teve como objetivo alcançado avaliar a aprendizagem dos conceitos de Economia na formação dos discentes do curso Técnico de Nível Médio em Administração do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas – Campus Tabatinga, através dos conteúdos da Teoria da Produção, Custos de Produção e Maximização do Lucros, no estudo participativo da cadeia produtiva do artesanato na região do Alto Solimões, especificamente em Tabatinga-AM.
Abstract: The economy, as present in absolutely ordinary activities in antiquity was already studied by the great names of philosophy, as Aristotle and Plato. However, today we see is an obvious lack of guidance about the economy in a comprehensive way, as a science that is specific and, when engaged with all relevant aspects of the life of modern man, namely labor relations, production and especially in the education process. You can still see a gap between large population of what are the most basic concepts of economics. There is a resistance, often laden with myths, to which seeks to understand what really is the economy. In Brazil, the teaching of economics in high school is still in the process hiking very short steps. The initiative is still timid and faces resistance, especially in private educational institutions. And in public institutions Economy is present mainly in technical and vocational courses. One must realize that even the smallest social groups need to recognize the science that allows them the effective relations gain, profit upon their productions, whether basic, dedicated to agriculture, livestock, within a familiar aspect, or still in production, for example, crafts. It is possible to see that the IFAM courses, throughout its history, has sought to insert mechanisms to make space to learn, know and practice. And in this context, it appears in the curriculum of their courses, subjects directly related to economics. It is possible to bring to the Alto Solimões communities, for example, the necessary support so that the people who had long lives fishing, handicraft production, fruit of the fruits of the region to develop their art, their work, knowing that he is inserted in an economic process, enabling a marked growth, since it is not only related to the empirical, but brings with it science Economics, as a source of knowledge necessary to make you think and rethink the means of production, ways of producing, selling strategies and expansion of any business that makes real what is taught in the classroom of technical courses offered by IFAM. In this sense, the teaching of economics in the production chain bio handicraft and jewelry echo in Tabatinga-AM district, allows monitoring of this creative activity and its stages, which takes advantage of the natural resources sustainably, available in the forest, together with inputs and tools to help artisan productivity and generate you income. This work aimed to achieved assess learning of economics concepts in the formation of the course students Medium Level Technical Administration of the Federal Institute of Education, Amazon Science and Technology - Campus Tabatinga, through the Theory of Production content, Production and Maximizing Profits costs in the participative study of the handicraft production chain in the upper Amazon, specifically in Tabatinga-AM
Keywords: Economic Science
Learning
Production
Ciência Econômica
Aprendizagem
Produção
???metadata.dc.subject.cnpq???: Educação
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Agronomia
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Educação Agrícola
Citation: NEVES, Nícolas Andretti de Souza. O ensino da Economia através do estudo da cadeia produtiva do artesanato de Bio e Eco jóias no município de Tabatinga, no Amazonas. 2016. 110 f. Dissertação (Mestrado em Educação Agrícola). Instituto de Agronomia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ. 2016.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2100
Issue Date: 28-Jun-2016
Appears in Collections:MESTRADO EM EDUCAÇÃO AGRÍCOLA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016 - Nícolas Andretti de Souza Neves.pdfDocumento principal2.96 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.