???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1578
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Gelosia e Divisão Americana: uma experiência motivadora com esses algoritmos operatórios pouco explorados no ensino fundamental
Other Titles: Lattice Multiplication and Long Division with Estimation: a motivating experience with these underused algorithms in elementary school in Brazil
???metadata.dc.creator???: BRITTES, Eduardo Castro 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Barbosa, Aline Mauricio
???metadata.dc.contributor.referee1???: Barbosa, Aline Mauricio
???metadata.dc.contributor.referee2???: Santos, Douglas Monsôres de Melo
???metadata.dc.contributor.referee3???: Esquincalha, Agnaldo da Conceição
???metadata.dc.description.resumo???: Em uma das redes públicas de ensino em que o autor atua como professor, vários alunos chegam ao início do segundo segmento do Ensino Fundamental sem dominar as quatro operações aritméticas básicas e, especificamente, com muitas dificuldades na multiplicação e na divisão de números naturais. Verifica-se também o pouco interesse de vários deles por conteúdos de matemática de uma forma geral. Considerando essa realidade, notou-se uma necessidade de buscar inovações, encontrando formas de estimular a aprendizagem deste componente curricular. Ao longo dos anos, pesquisaram-se alguns métodos e algoritmos para multiplicar e para dividir números naturais. Testando vários deles ao longo dos anos, a experiência em sala de aula apontou a Gelosia e a Divisão Americana como algoritmos potencialmente motivadores para o ensino de operações aritméticas, pelo formato e pela simplicidade. O objetivo deste trabalho foi realizar uma pesquisa-ação numa turma do sexto ano do Ensino Fundamental, envolvendo o uso desses dois algoritmos, avaliando aspectos motivacionais e de aprendizagem durante a experiência. Inicialmente, foram aplicados nessa turma um teste para avaliar a motivação para estudar matemática e um pré-teste, onde se pedia para resolver questões simples de multiplicação e divisão de números naturais, da forma como cada aluno desejasse. Depois dessa etapa, foram realizadas algumas atividades, usando os algoritmos supracitados. Finalmente, foi realizado um pós-teste e foi reaplicado o teste de motivação, que concedeu os dados necessários para as conclusões da pesquisa. Pela semelhança com o tradicional "Jogo da Velha", a Gelosia foi introduzida como um jogo de tabuleiro artesanal, o que estimulou a competição e gerou muito interesse na maioria. Já a divisão americana usou, na maioria dos movimentos, a subtração, que é um conteúdo bem assimilado por alunos nesta faixa etária e de escolaridade, uma vez que, normalmente, esses alunos possuem um melhor desenvolvimento do pensamento aditivo. Por isso recebeu muita atenção dos alunos, que aprimoraram seus conceitos de ordens (unidade, dezena, centena), para melhor desempenhar o algoritmo. Baseado no questionário que avaliou a motivação para estudar Matemática, foi possível não só observar a melhora do interesse pelas diversas atividades que envolvem o conteúdo de Matemática, como também um aumento de confiança e credibilidade na relação professor x aluno. A abordagem rendeu resultados satisfatórios. Esse tipo de experiência pode deixar como legado para os alunos o abandono da impressão inicial ruim que poderiam ter em relação à Aritmética e, por muitas vezes, retirando o medo e repulsa em ter que fazer contas, substituindo este sentimento pela segurança gerada pelo domínio de uma forma diferenciada de resolver problemas que exigem multiplicação e divisão. Além disso, tal experiência pode aumentar a capacidade dos alunos em absorver o princípio multiplicativo, abrindo caminho para que se aprofunde a aprendizagem neste campo de conhecimento.
Abstract: In one of the public networks of teaching in which the author acts as a teacher, many students arrive at the beginning of the second segment of the elementary school without mastering the four basic arithmetic operations and, specifically, with many difficulties in multiplication and division of natural numbers. There is also the little interest of several of them for mathematical content in General. Considering this reality, noted a need to seek innovations, finding ways to stimulate this learning curriculum component. Over the years, researched some methods and algorithms to multiply and divide natural numbers. Testing several of them over the years, the classroom experience pointed out the Lattice and the Long Division with Estimation as potentially motivating algorithms for arithmetic operations, by format and for simplicity. The aim of this work was to carry out an action research in a class of sixth grade of elementary school, involving the use of these two algorithms, evaluating motivational aspects and learning during the trial. Initially, were applied in that class a test to evaluate the motivation for studying mathematics and a pre-test, where if asked to solve simple issues of multiplication and division of natural numbers, the way each student wanted. After this step, some activities were carried out, using the above algorithms. Finally, we conducted a post-test and was reapplied the test of motivation, which granted the necessary data to the conclusions of the research. The resemblance to the traditional "Tic-Tac-Toe", the Lattice was introduced as a handmade board game, which stimulated competition and generated a lot of interest in most. The long division with estimation already used in most movements, the subtraction, what is a content well assimilated by students in this age group and educational level, since, typically, these students have a better development of thought. So I received a lot of attention from students, who have improved their concepts of orders (units, tens, hundreds), to better carry out the algorithm. Based on the questionnaire assessed the motivation to study mathematics, it was possible to observe not only the improvement of the interest in the various activities involving Mathematical content, but also an increase of confidence and credibility in the relationship between teacher x student. The approach has yielded satisfactory results. This kind of experience can leave as a legacy to students for the abandonment of the initial bad impression you might have regarding the arithmetic and, often, removing the fear and disgust in having to do the math, replacing this feeling of security generated by the domain in a differentiated way to solve problems that require multiplication and division. Moreover this experience can increase the ability of the students to absorb the multiplicative principle, paving the way for it to deepen the learning in this field of knowledge.
Keywords: lattice multiplication
long division with estimation
motivation
elementary school
multiplicação por gelosia
divisão americana
motivação
ensino fundamental
???metadata.dc.subject.cnpq???: Matemática
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Ciências Exatas
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Matemática em Rede Nacional
Citation: BRITTES, E. C. Gelosia e Divisão Americana: uma experiência motivadora com esses algoritmos operatórios pouco explorados no ensino fundamental. 2016. 107 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional). Instituto de Ciências Exatas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2016.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1578
Issue Date: 31-Aug-2016
Appears in Collections:MESTRADO PROFISSIONAL EM MATEMÁTICA EM REDE NACIONAL

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016 - Eduardo Castro Brittes.pdfDocumento principal1.53 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.