???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/tede/147
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: A presença feminina no magistério do curso técnico em agropecuária no CTUR/UFRRJ nos anos de 1970
Other Titles: Women s presence on teaching at the agriculture and livestock technical course at CTUR/UFRRJ in the 70 s.
???metadata.dc.creator???: Loureiro, Adriana Maria 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Sanchez, Sandra Barros
???metadata.dc.description.resumo???: O debate sobre gênero tem, nos últimos anos, ocupado cada vez maior espaço, principalmente na área das Ciências Humanas e Sociais. Historicamente a mulher atravessou mudanças, chegando, hoje, a ocupar posições na sociedade dificilmente pensadas por suas avós ou mesmo mães. Partindo do pressuposto de que há uma construção social e histórica do gênero e que a educação tem papel fundamental neste processo, o objetivo deste trabalho é o de discutir a presença feminina no magistério do curso técnico em agropecuária no Colégio Técnico vinculado à UFRuralRJ (CTUR). Tradicional nicho masculino, com docentes em sua maioria formados em zootecnia, veterinária e agronomia, o curso de agropecuária do CTUR experimentou, nos anos de 1970, uma nova situação. Com a licenciatura em ciências agrícolas como um dos requisitos para formar o profissional do ensino nesta área do conhecimento, a mulher começou a ganhar espaço nas salas de aula do curso. Dessa forma, a questão que nos move é o debate em torno das relações dentro da escola a partir deste acontecimento. O referencial teórico tem como base os estudos de Jane Soares de Almeida, Guacira Lopes Louro, Cristina Bruschini, Amparo Blat Gimeno, entre outras. Curiosamente ou obviamente são mulheres falando de mulheres, mulheres pensando as questões femininas e buscando um novo entendimento para a nova sociedade em formação, com a mulher ocupando múltiplas funções, com múltiplas faces e múltiplos caminhos a seguir. Nesse sentido, a apresentação deste trabalho é dividida em quatro etapas. Na primeira, faremos algumas considerações sobre questões que envolvem o tema gênero e educação, fugindo ao estereótipo da mulher oprimida pelo homem castrador e fugindo, também, da visão simplificada de que discutir gênero é unicamente falar sobre mulher, assumindo que neste estudo as questões sobre gênero serão analisadas sob uma perspectiva das relações homem/mulher/educação travadas em nossas escolas e dentro do contexto social e histórico. Assim, analisaremos como se dá a construção de gênero em nossa sociedade, discutiremos o que é ser mulher neste mundo ocidental e faremos ainda um pequeno histórico sobre a escolarização feminina no Brasil. Depois discorreremos sobre a feminização do magistério no contexto educacional brasileiro, marcada por pensamentos sobre o magistério como vocação feminina, pois à mulher caberia formar os homens fortes da nação, seja no lar ou na escola e, consequentemente, sobre uma possível desvalorização da carreira. Na terceira parte, abordaremos a relação entre educação e trabalho feminino nos dias de hoje. Finalmente, chegaremos à situação do Colégio Técnico da UFRRJ, com a apresentação de um trabalho cuja metodologia utilizada é a da história oral, com relatos de ex-diretores, ex-alunos e ex-alunas, funcionários e da primeira mulher a lecionar no curso técnico em agropecuária nesta instituição. Tendo uma história de funcionária técnicoadministrativa na escola, esta professora cursou a licenciatura em ciências agrícolas na Universidade Rural, formou-se em 1974 e passou a exercer a função de docente, alterando o status quo e abrindo caminhos para outra vertente do trabalho feminino no campo. A fala desta mulher é um exemplo de que as vozes femininas, muitas vezes caladas ainda em nossas escolas, têm um caminho de superação recente.
Abstract: The debate about gender has recently occupied more space, especially on Social and Human Sciences areas. Historically, women have experienced many changes, being at certain positions their grandmothers or mothers would hardly think. Assuming that gender is socially and historically built and that education has a main role on this process, the aim of this work is to discuss the feminine presence on teaching at the agriculture and livestock technical course at the technical school connected to the Federal Rural University of Rio de Janeiro (CTUR). Traditional masculine niche, with most teachers graduated in zootechny, veterinarian and agronomy, the agriculture and livestock course at CTUR experimented a new situation in the 70 s. Due to the Agricultural Sciences Degree as requisite to form the teacher in this area, women gained space in the classrooms. This way, the question that stimulates us is the debate around the relations established inside the school after this moment. The theoretical reference is based on the studies of Jane Soares de Almeida, Guacira Lopes Louro, Cristina Bruschini, Amparo Blat Gimeno, among others. Curiously or obviously women talking about women, women thinking the feminine matters and searching a new acquaintance for the new society being formed, with the woman playing multiple roles with multiple faces and multiple ways to follow. So, this work is divided into four parts. On the first one we will make some considerations about questions that involve the theme of gender and education, escaping from the stereotype of the woman overwhelmed by the castrating man and also escaping from the simplified view that discussing gender is only talking about women, assuming that in this study the topics about gender will be analyzed under the perspective of the relations man/woman/education that take place in our schools and inside the historical and social context. So, we will analyze how gender is built in our society, we will discuss what being a woman means in this western world and we will show a short description about women s schooling in Brazil. Then we will consider the feminization of teaching in the Brazilian educational context, marked by thoughts of teaching as a feminine call , because the woman was responsible for forming the strong men of nation, at home or at school, and consequently, about a possible devaluation of the career. On the third part, we will approach the relation between feminine education and work nowadays. Finally, we will reach the Technical School of UFRRJ situation, with the presentation of a work based on oral history methodology, with reports of former directors, workers and students and of the first woma n to teach at the agricultural and livestock technical course in the institution. Being a technicalmanaging worker past in the school, this woman took the Agricultural Sciences Degree at Rural University, graduated in 1974 and started acting as a teacher, changing the status quo and opening a new way for another field of feminine work. This woman s talk is an example that the feminine voices, most of the times still shut in our schools, have a recent overcoming way.
Keywords: gênero
feminização do magistério
Educação Agrícola.
gender
feminization of feaching
agricultural education.
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Educação Agrícola
???metadata.dc.publisher.program???: Curso de Pós-Graduação em Educação Agrícola
Citation: LOUREIRO, Adriana Maria. Women s presence on teaching at the agriculture and livestock technical course at CTUR/UFRRJ in the 70 s.. 2009. 58 f. Dissertação (Mestrado em Educação Agrícola) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2009.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/tede/147
Issue Date: 13-Nov-2009
Appears in Collections:MESTRADO EM EDUCAÇÃO AGRÍCOLA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2009 - Adriana Maria Loureiro.pdf364.34 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.