???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/4387
Tipo do documento: Dissertação
Título: O novo modelo de gestão escolar na rede estadual do Rio de Janeiro: agentes e agências.
Título(s) alternativo(s): The new model of school management in the state network of Rio de Janeiro: agency and agents
Autor: Silva, Fabrício Fonseca da 
Primeiro orientador: Lamosa, Rodrigo de Azevedo Cruz
Primeiro membro da banca: Lamosa, Rodrigo de Azevedo Cruz
Segundo membro da banca: Damasceno, Allan Rocha
Terceiro membro da banca: Loureiro, Carlos Frederico
Quarto membro da banca: Vieira, Nívea Silva
Resumo: As transformações que ocorreram no sistema capitalista a partir dos anos de 1990 propiciaram surgimento de um conjunto de novos agentes e de novas agências no Aparelho do Estado. Destaca-se, no contexto da reforma gerencial do Estado no Brasil, o papel que as empresas de consultoria tiveram na sistematização e difusão de novos modelos de gestão do trabalho da administração pública. Na área da educação, houve criação do sistema de Gestão Integrada da Escola (GIDE) pela empresa de consultoria Instituto de Desenvolvimento Gerencial (INDG), atualmente Falconi Consultores de Resultado. A GIDE foi apresentada pelos intelectuais do INDG como um novo paradigma de gestão escolar com a missão de melhorar os resultados educacionais, através da padronização do ensino e da racionalização dos recursos econômicos, materiais e humanos das escolas, visando transpor princípios das organizações privadas nas instituições públicas. A inserção desse modelo de gestão nas redes de ensino público se ampliou com a criação do Programa Modernizando a Gestão Pública (PMGP), em 2005, pelo Movimento Brasil Competitivo (MBC) e, principalmente, com a implementação e divulgação do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) pelo Ministério da Educação (MEC). Foi nessa conjuntura, que o sistema GIDE foi implantado na Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (SEEDUC-RJ) – uma agência pública estatal – em parceria com INDG e a Fundação Brava – um organismo da sociedade civil. Com a finalidade de acompanhar o desenvolvimento desse sistema, foi criado o cargo de Agente de Acompanhamento de Gestão Escolar (AAGE), que foram treinados pelos intelectuais do Instituto, passando atuar diretamente no chão das escolas, aplicando as técnicas empresariais de gestão. Desse modo, ao investigar a inserção de técnicas empresariais de gestão na escola pública, esse estudo visou compreender as relações entre classe dominante e Estado no Brasil. Para isso, adotamos como referencial teórico-metodológico a análise de Antonio Gramsci sobre Estado Ampliado. Assim, o INDG foi compreendido, nesse estudo, como um aparelho privado de hegemonia que formou intelectuais orgânicos de vários estratos com a finalidade de sistematizar e difundir a ideologia da classe dominante, em especial, nas agências da sociedade política. A GIDE, portanto, tratase da materialização do gerencialismo nas escolas, e o AAGE desempenhou um papel importante na divulgação dessa ideologia ao conjunto dos diretores, docentes e alunos. Concluímos que a concepção de escola proposta por esse modelo de gestão é fundamentada na visão de mundo burguesa que visa a reprodução das relações capitalistas, ocultando os conflitos de classes, afastando-se de qualquer ideia de transformação social e emancipação da classe trabalhadora
Abstract: The transformations that have occurred in the capitalist system from the years of 1990, led to the emergence of a set of new agents and new agencies in the State apparatus. Stands out, in the context of the management reform of the State in Brazil, the role that consulting firms had in the systematization and dissemination of new models of management of the work of public administration. In the area of education, there was creation of the Integrated Management System of the School (GID) by consulting firm Institute for Management Development (INDG), currently Falconi Result Consultants. The GID was presented by the intellectuals of INDG as a new paradigm of school management with the mission to improve educational results, through the standardization of teaching and rationalization of economic, material and human resources of the schools, in order to transpose principles of private organizations in public institutions. The insertion of this model of management in networks of public education expanded with the creation of the program of modernization of public management (PMGP), in 2005, by Competitive Brazil Movement (MBC) and, mainly, with the implementation and dissemination of the education development index Basic (IDEB) by the Ministry of education (MEC). It was at this juncture that the system GID was deployed in the State Secretariat of Education of Rio de Janeiro (SEEDUCRJ) – a State public agency – in partnership with INDG and Brava Foundation - civil society body. In order to monitor the development of this system, it was created the position of monitoring Agents of school management (AAGE), who were trained by the intellectuals of the Institute, passing Act directly on the floors of schools, applying the techniques of business management. Thus, to investigate insertion of business management techniques in public school, this study aimed to understand the relationships between the ruling class and State in Brazil. To this end, we have adopted as theoretical-methodological analysis of Antonio Gramsci on Expanded State. Thus, it was understood in this study INDG, as a private unit of hegemony that formed organic intellectuals of various strata in order to systematize and spread the ideology of the ruling class, in particular, in the agencies of political society. The GID, therefore, it is the materialization management in schools, and AAGE played an important role in the dissemination of this ideology to the set of principals, teachers and students. We conclude that the design of school proposed by this management model is based on the vision of bourgeois world which aims to the reproduction of capitalist relations, hides the class conflict, away from any idea of social transformation and class emancipation worker.
Palavras-chave: GIDE; ;
Estado Ampliado
AAGE
INDG
Gide
Expanded state
AAGE
INDG
Área(s) do CNPq: Educação
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
Sigla da instituição: UFRRJ
Departamento: Instituto de Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares
Citação: SILVA, Fabricio Fonseca da. O novo modelo de gestão escolar na rede estadual do Rio de Janeiro: agentes e agências. 2017. 153 f. Dissertação (Mestrado em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares) - Instituto de Educação, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica-RJ, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/4387
Data de defesa: 29-Nov-2017
Appears in Collections:MESTRADO EM EDUCAÇÃO, CONTEXTOS CONTEMPORÂNEOS E DEMANDAS POPULARES

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017 - Fabrício Fonseca da Silva.pdfFabrício Fonseca da Silva1,92 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.