???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2441
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Análise do módulo do Cadastro Ambiental Rural - CAR: estudo de caso para os estados de MG, RJ e SP
Other Titles: Analysis of the module of the Rural Environmental Cadastre - CAR: case study for the states of MG, RJ and SP
???metadata.dc.creator???: SANTOS, Patrícia Pereira dos 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Menezes, Sady Júnior Martins da Costa de
First advisor-co: Silva, Jonathas Batista Gonçalves
???metadata.dc.contributor.referee1???: Menezes, Sady Júnior Martins da Costa de
???metadata.dc.contributor.referee2???: Andrade, Ricardo Guimarães
???metadata.dc.contributor.referee3???: Ribeiro, Celso Bandeira de Melo
???metadata.dc.description.resumo???: O uso de geotecnologias vem sendo amplamente empregado em processos de monitoramento e fiscalização ambiental do território brasileiro. Como forma de identificar os autores de passivos ambientais e promover a regularização ambiental de propriedades rurais privadas, o governo instituiu em âmbito nacional a obrigatoriedade de cadastro no CAR (Cadastro Ambiental Rural), plataforma de registro eletrônico, obrigatório, onde o proprietário/possuidor declara a área de seu imóvel e seus aspectos ambientais. Este trabalho consistiu em analisar e discutir as ferramentas do módulo do CAR, do governo Federal brasileiro, adotado pela grande maioria dos Estados, inclusive o Rio de Janeiro, e comparar com os módulos desenvolvidos pelo Estado de Minas Gerais e São Paulo. Foram analisadas as diferenças entre as plataformas, qualidade das ferramentas disponíveis para a delimitação dos imóveis, das áreas de vegetação nativa, áreas de preservação permanente, área de uso restrito e reserva legal, utilizando-se de imagens gratuitas disponibilizadas por órgãos públicos, e programas computacionais alternativos, além de dados primários coletados nas áreas de estudo, utilizando um aparelho receptor GNSS de navegação, para fins de comparação com as áreas já georreferenciadas por uso de equipamentos topográficos, vislumbrando a possibilidade de se obter diferentes resultados sobre uma mesma realidade espacial, e assim confrontar os resultados a fim de se encontrar a melhor metodologia indicada para o mapeamento no CAR. Os resultados apontam que embora a plataforma do CAR seja bastante amigável e simples, é imprescindível para sua operação conhecimento prévio da legislação vigente, as plataformas permitirem a inserção de dados obtidos por meios distintos, não estabelecendo uma obrigatoriedade padrão de escala de mapeamento e de resolução espacial, com exceção da plataforma paulista, que limita a inserção dos dados, pode possibilitar divergências significava em relação as informações reais, as imagens disponibilizadas, pela plataforma Federal, para algumas regiões, não atendem satisfatoriamente quanto a identificação visual das feições, principalmente em pequenas propriedades, tornando necessário a utilização de dados e programas computacionais alternativos, com exceção a plataforma do Estado de São Paulo, que fornece imagem de excelente qualidade para a identificação das feições requeridas no CAR, embora não seja atual.
Abstract: The use of geotechnologies has been widely used in environmental monitoring and control processes in the Brazilian territory. As a way of identifying the perpetrators of environmental liabilities and promoting an environmental regularization of private rural properties, the government institutes a mandatory national non-CAR (Rural Environmental Cadastre) registry, a mandatory electronic registration platform, where the owner declares A Area of your property and your affairs. This work consisted of analyzing and discussing the research tools of CAR, the federal government, Canada, Rio de Janeiro, and other modules developed by the State of Minas Gerais and São Paulo. The quality of the tools available for the delimitation of the real estate, the native vegetation areas, the permanent preservation areas, the restricted use area and the legal reserve were analyzed, using images provided by public agencies and Alternative computational programs, in addition to primary data collected in the study areas, using a GNSS navigation receiver, for the purpose of solving problems with the geo-referenced areas for the use of topographic equipment, foreseeing a possibility of obtaining different results on the same Spatial reality, and thus confront the results in order to find a better methodology indicated for the mapping in the CAR. The results indicate that the platform of the car is very simple and it is essential for its operation of prior knowledge of the current legislation, as platforms allow an insertion of data obtained by different means, not meeting a standard obligation of scale mapping and spatial resolution, With the exception of the paulista pallet, which limits the insertion of the data, can vary in terms of real information, such as images made available, for the Federal platform, for some regions, not satisfactorily satisfied with the visual identification of the features, Making it necessary to use alternative data and computer programs, with the exception of a platform in the State of São Paulo, which presents an excellent image for the identification of features required in the CAR, although it is not current.
Keywords: imóvel rural
regularização ambiental
geotecnologias
Rural property
environmental regulation
geotechnology
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Agrárias
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Tecnologia
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola e Ambiental
Citation: SANTOS, Patrícia Pereira dos. Análise do módulo do Cadastro Ambiental Rural - CAR: estudo de caso para os estados de MG, RJ e SP. 2017. 70 f Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola e Ambiental). Instituto de Tecnologia, Departamento de Engenharia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2017.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2441
Issue Date: 17-Apr-2017
Appears in Collections:MESTRADO EM ENGENHARIA AGRÍCOLA E AMBIENTAL

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2017 - Patrícia Pereira dos Santos.pdfDocumento principal4 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.