???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1189
???metadata.dc.type???: Tese
Title: Distribuição espacial, biologia populacional das espécies de braquiúros e crescimento somático de Uca rapax (Smith, 1870) no manguezal de Jabaquara/ Paraty - RJ
Other Titles: Spatial distribution, population biology of the brachyuran crabs (Crustacea, Decapoda) and somatic growth of Uca rapax (Smith, 1870) (Crustacea, Decapoda, Ocypodidae) in the Jabaquara`s mangrove/Paraty - RJ
???metadata.dc.creator???: BEDÊ, Luciane Marins 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Oshiro, Lidia Miyako Yoshii
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho foi realizado no manguezal de Jabaquara, em Paraty, Rio de Janeiro com o objetivo de analisar a distribuição espacial, a biologia populacional das espécies de braquiúros e o crescimento somático de Uca rapax (Smith, 1870) no manguezal de Jabaquara/ Paraty – RJ. As coletas foram realizadas em dois grides de julho 2007 a junho2008, utilizando-se a técnica de esforço por unidade de captura. Dois coletores capturaram os caranguejos mensalmente, durante 15 minutos em período de maré baixa. Amostras de sedimento foram coletadas nas parcelas selecionadas, para determinar o tamanho das partículas e matéria orgânica e a temperatura do ar e a salinidade também foram tomados. Foram capturadas oito espécies de braquiúros: U. rapax, U. thayeri, U. vocator, U. uruguayensis, U. cumulanta, Neohelice granulata, Ucides cordatus e Eurytium limosum. U. rapax foi à espécie mais abundante em número de indivíduos e de fêmeas ovígeras. Os resultados revelaram que a distribuição das espécies foi influenciada pelos fatores abióticos. A maioria das espécies foi mais abundante nas parcelas mais internas do manguezal e próximas ao mar. As fêmeas ovígeras de U. rapax e N. granulata foram mais abundantes nas parcelas mais internas do manguezal e mais próximas e mais distantes do mar, respectivamente. U. rapax apresentou correlação positiva para matéria orgânica. U. thayeri, U. uruguayensis e E. limosum apresentaram correlação negativa para distância do mar. U. vocator apresentou correlação positiva para areia e matéria orgânica e correlação negativa para distância do mar. U. cumulanta apresentou correlação positiva para areia. As fêmeas ovígeras de U. rapax apresentaram uma correlação positiva para temperatura do ar e matéria orgânica. N. granulata e U. cordatus foram as espécies mais versáteis em formas de colonizar ambientes. Com relação ao tamanho dos indivíduos, observou-se que os braquiúros do Manguezal de Jabaquara, de maneira geral, apresentam tamanhos maiores que os encontrados em outros manguezais do Brasil. Contudo, os machos atingiram tamanhos maiores que as fêmeas. A distribuição de freqüência em classes de tamanho foi unimodal para a maioria das espécies. De maneira geral, os machos foram predominantes em todas as classes de tamanho, sendo mais evidente nas maiores classes. A razão sexual diferiu significativamente da proporção 1:1, estando na maioria das vezes deslocada para os machos. A maioria das espécies apresentou um período reprodutivo sazonal, ocorrendo maior abundância de fêmeas ovígeras na primavera e no verão. O modelo de von Bertalanffy foi utilizado para a descrição do crescimento. As curvas de crescimento em largura (mm) para machos e fêmeas de U. rapax, foram descritas pelas equações: LC= 24,28 [ 1- e -0,0038(t-2,8) ] e LC= 22,0 [ 1- e -0,0031(t-2,3)], respectivamente. Os machos apresentaram uma taxa de crescimento maior do que as fêmeas. A longevidade foi estimada em 3 anos para os machos e 4 anos para as fêmeas.
Abstract: This study was conducted in the Jabaquara mangrove, Paraty, Rio de Janeiro, with the aim of investigate the spatial distribution, population biology of brachyuran species and somatic growth of Uca rapax (Smith, 1870) (Crustacea, Decapoda, Ocypodidae) in the Jabaquara`s mangrove/Paraty - RJ. Sampling was performed in two grids from July 2007 to June 2008, using the capture effort per unit. Two collectors captured the crab monthly, during 15 minutes in low tide. Sediment samples from all the selected plots were collected to determinate particle size and organic matter. Air temperature and salinity also were measured. Eight species of brachyuran were captured, U. rapax, U. thayeri, U. vocator, U. uruguayensis, U. cumulanta, Neohelice granulata, Ucides cordatus and Eurytium limosum. U. rapax was the most abundant species in number of individuals and ovigerous females. The results indicated that distribution of the species was influenced by abiotic factors. The most species were more abundant in the inner portions of the mangroove and near of the sea. The ovigerous females of U. rapax were more abundant in the inner portions of the mangroove and near from the sea and N. granulata more distant from the sea. U. rapax showed a positive correlation with organic matter. U. thayeri, U. uruguayensis and E. limosum negatively correlated to distance from the sea. U. vocator showed positive correlation for sand and organic matter and negatively correlated to distance from the sea. U. cumulanta was positively correlated to sand. The ovigerous females of U. rapax showed a positive correlation to air temperature and organic matter. N. granulata and U. cordatus were the species more versatile in habitat colonization. The size of the crabs in the Jabaquara´s Mangrove were the smallest size than those found in other Brazilian mangroves. However, the males attained a larger size than females. The size frequency distribution was unimodal for the most species. In general, the males were predominant in all size classes, and more evident in larger classes. The sex ratio differ significant from 1:1 proportion (male: female), which most of the time dislocated for males. The most species showed a seasonal reproductive period, with more abundance of ovigerous females during the spring and summer. The growth curves in width (mm) for males and females were described by the equations: LC= 24,28 [ 1- e -0,0038(t-2,8) ] and LC= 22,0 [ 1- e -0,0031(t-2,3)], respectively. The males reach larger sizes and a higher growth rate than females. The longevity was estimated at three years for males and four years for females
Keywords: Abundance
frequency distribution
von Bertalanffy
Distribuição de freqüência
abundância
von Bertalanffy
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Biológicas
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Biologia Animal
Citation: BEDÊ, Luciane Marins. Distribuição espacial, biologia populacional das espécies de braquiúros e crescimento somático de Uca rapax (Smith, 1870) no manguezal de Jabaquara/Paraty - RJ. 2011. 100 f. Tese (Doutorado em Biologia Animal). Instituto de Ciências Biológicas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2011.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1189
Issue Date: 30-Jun-2011
Appears in Collections:DOUTORADO EM BIOLOGIA ANIMAL

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011 - Luciane Marins Bedê.pdfDocumento principal3.48 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.