???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1173
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Fungos e micotoxinas presentes em amostras de pólen de abelhas melíferas do estado do Rio de Janeiro
???metadata.dc.creator???: DEVEZA, Michele Valadares 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Rosa , Carlos Alberto da Rocha
???metadata.dc.description.resumo???: O pólen é um produto apícola rico em nutrientes essenciais para a alimentação das abelhas. Na colmeia ele passa por processos químicos e se torna o pão de abelhas, de extrema importância para o crescimento das larvas. Atualmente, o pólen apícola vem se destacando também na alimentação humana, tanto por suas propriedades terapêuticas, quanto pela sua utilização na indústria alimentícia. Para a produção de um pólen de qualidade a colmeia precisa estar sadia, e as abelhas, como qualquer outro animal, são susceptíveis a várias doenças, parasitas e predadores, que podem prejudicar seu desenvolvimento e produtividade. A Cria Ensacada Brasileira (CEB) é uma dessas doenças, que no Brasil acomete larvas de abelhas melíferas. Em apiários do estado do Rio de Janeiro vêm ocorrendo uma alta mortalidade de larvas com sintomatologia semelhante a da CEB, e ainda não há uma conclusão definitiva acerca do agente etiológico desta doença no estado. Portanto, os objetivos desse estudo visam esclarecer duas problemáticas: 1) avaliar, através de estudo de caso, amostras de pão de abelhas, abelhas adultas e pólen apícola em regiões atingidas e não atingidas pela CEB, diagnosticando a presença de fungos, visando fornecer informações importantes para a elucidação do agente etiológico da CEB no estado do Rio de Janeiro; 2) verificar a qualidade higiênica das amostras de pólen desidratado comercializado no estado do Rio de Janeiro. Um total de 48 amostras de pão de abelhas, 15 de abelhas adultas e 12 de pólen apícola, foram adquiridas de regiões endêmicas da CEB. As coletas ocorreram nos meses que antecederam, durante e após o período da doença. Já as amostras de pólen desidratado foram adquiridas no comércio do estado, totalizando 27 amostras. A enumeração da micobiota (ufc g-1) foi realizada através do método de diluição decimal com semeadura em placas utilizando-se meios de cultivo gerais e seletivos. Foram determinadas a freqüência de isolamento dos gêneros fúngicos e a densidade relativa das espécies. Foi determinado o perfil toxígeno de cepas isoladas e foi feita a detecção e quantificação de aflatoxina B1 no pão de abelhas e pólen apícola. Nos resultados obtidos das amostras do estudo de caso, o pão de abelhas mostrou ser o melhor substrato para o veículo de contaminação para a colmeia. Observou-se também altas contagens fúngicas, além da presença de micotoxinas e fungos entomopatogênicos, como Aspergillus flavus, A. niger agregados e A. fumigatus o que favorece a queda da imunidade desses insetos deixando-os suscetíveis a diversas doenças, entre elas a própria CEB. Em relação ao pólen desidratado, os resultados mostraram uma alta carga fúngica com 92% das amostras em condições higiênicas insatisfatórias segundo os padrões legais consultados e 25% das cepas de A. flavus mostraram-se potencialmente produtoras de aflatoxinas. Os altíssimos percentuais de reprovação das amostras para a qualidade higiênica, aliado à presença de grande variedade de fungos contaminantes, incluindo espécies produtoras de micotoxinas, é uma evidência de que a legislação necessita ser atualizada, para que este produto possa ser comercializado com segurança. Considera-se que toda a linha de produção do pólen apícola, desde sua coleta até o armazenamento deva ser monitorada, a fim de minimizar os riscos para a saúde humana
Abstract: The bee’s pollen is a product rich in essential nutrients to feed the bees. In the hive it goes through chemical processes and becomes the bee’s bread, of extreme importance for the growth of larvae. Currently, the use of pollen in the human’s cuisine has been increasing for its therapeutic properties, and by its use in the food industry. To produce quality pollen the hive needs to be healthy, and bees, like any other animal, are susceptible to various diseases, parasites and predators, which can affect their development and productivity. The The Brazilian Sac Brood (BSB) is one of these diseases, which in Brazil affects honeybee larvae. In apiaries of Rio de Janeiro state, a high mortality of larvae with symptoms similar to the BSB is occurring, and until now, there is no definite conclusion regarding the etiologic agent of this disease in the state. Therefore, the objectives of this study was to clarify two issues: 1) provide a mycological research, through a study case, of bees’ bread samples, adult bees and bees’ pollen in areas affected and not affected by the BSB, aiming the elucidation of its etiologic agent, 2) verify the hygienic quality of dehydrated pollen samples sold in Rio de Janeiro state. A total of 48 samples of bees’ bread, 15 of adult bees and 12 of pollen were collected from endemic regions of the BSB. The samples were collected in the months before, during and after the period of the disease. The dehydrated pollen samples were also purchased in commercial stores of the state, totaling 27 samples. Fungal species enumeration (cfu g-1) was through decimal dilution method using general culture media and selective ones. The isolation frequency and relative density of species were determined. The toxigenic profile of strains was determined, as also the detection and quantification of aflatoxin B1 in bread and bees’ pollen. The results obtained from the study case samples showed that the bees’ bread was the best vehicle of contamination for the hive. It was also observed a high fungal counts and the presence of mycotoxins and entomopathogenic fungi such as Aspergillus flavus, A. niger aggregate and A. fumigatus, which cause a decrease of the immune response, leaving them susceptible to various diseases, including the BSB itself. Pollen dehydrated samples showed a high fungal contamination with 92% of the samples in unsatisfactory hygienic conditions according to legal standards. A total of 25% of the A. flavus strains showed to be aflatoxigenic. The high percentage of unhygienic samples combined with the presence of a large variety of fungal contaminants, including mycotoxin-producing species, evidences that the legislation needs to be updated so that it can be safely commercialized. It is considered that the whole line production of bees’ pollen, since its extraction until its storage should be monitored in order to minimize risks to human health.
Keywords: products, bees’ health, mycotoxicology.
Produtos apícolas, sanidade apícola, micotoxicologia.
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Agrárias
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Veterinária
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Citation: DEVEZA, Michele Valadares. Fungos e micotoxinas presentes em amostras de pólen de abelhas melíferas do estado do Rio de Janeiro. 2011. 72 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias). Instituto de Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2011.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1173
Issue Date: 8-Feb-2011
Appears in Collections:MESTRADO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011 - Michele Valadares Deveza.pdfDocumento principal2.33 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.