???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/tede/578
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Bagaço de cevada na dieta de suínos em fase de crescimento
Other Titles: Barley bagasse in the diet of growing.phase swines
???metadata.dc.creator???: Braz, Jamil Monte 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Vieira, Antonio Assis
???metadata.dc.description.resumo???: O presente trabalho foi realizado no Setor de Suinocultura do Instituto de Zootecnia da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (FAIZ/UFRRJ), durante o período de agosto a novembro de 2005, com o objetivo de avaliar diferentes níveis de inclusão de bagaço de cevada na dieta de suínos em fase de crescimento, dos 35 aos 60 kg de peso vivo. Foram utilizados 20 animais mestiços das raças Large White, Duroc e Landrace, fêmeas com peso médio de 35 kg, distribuídos em delineamento de blocos ao acaso com cinco tratamentos e quatro blocos. Os cinco níveis de inclusão de bagaço de cevada na dieta foram: 0%; 12,5%; 25%; 37,5% e 50%, substituindo a ração com base na matéria seca da ração referência (0% de inclusão). Os parâmetros de desempenho consumo de ração (CR), consumo de bagaço de cevada (CBC), consumo total (CT), consumo diário de ração (CDR), consumo diário de bagaço de cevada (CDBC), consumo diário (CD), ganho de peso total (GP), ganho de peso diário (GPD) e conversão alimentar (CA), assim como características de carcaça e pesos dos órgãos e das vísceras foram submetidos à análise de variância e de regressão. Observou-se redução linear no CR, e efeito quadrático sobre os demais parâmetros de desempenho estudados. Observou-se efeito quadrático sobre o CBC com o aumento do nível de inclusão, enquanto o CT aumentou até o nível de 14,91% e reduziu após esse nível de inclusão. Observou-se efeito quadrático no CDR e no CDBC enquanto o CD aumentou até o nível de 15,00% passando a diminuir após esse nível de inclusão. O GP e o GPD aumentaram até o nível de 12,89 e 14,00% respectivamente, apresentando redução após esse nível de inclusão. A CA melhorou gradativamente com a inclusão até o nível de 13,34% passando a piorar após esse nível de inclusão. Foram avaliados: peso de carcaça quente (PCQ), peso de carcaça resfriada (PCR), comprimento de carcaça (CC) e rendimento de carcaça (RC), espessura de toucinho (ET), peso de pernil (PP) e rendimento de pernil (RP), peso de paleta (PPL) e rendimento de paleta (RPPL), peso de lombo (PL) e rendimento de lombo (RL), e área de olho de lombo (AOL). Observou-se efeito quadrático no PCQ e efeito linear no PPL e no RPPL, à medida que se aumentou o nível de bagaço de cevada na dieta dos suínos, não tendo sido observado influência sobre os demais parâmetros de carcaça. Foram avaliados os pesos de trato gastro-intestinal (TGI), das vísceras (VISC), de estômago (EST) e de fígado (FIG). Não houve influência do nível de bagaço de cevada na dieta dos suínos em crescimento sobre esses parâmetros. Observou-se redução linear no custo de alimentação (CAL) e efeito quadrático no custo por unidade de ganho (CPUG), observando-se redução em até 22,72% no CPUG e aumento após esse nível. O melhor nível de inclusão de bagaço de cevada em dietas para suínos em crescimento seria de 14,91%, para maior consumo total de MS, 12,89% para máximo ganho de peso e 13,34% para a melhor CA. O bagaço de cevada pode ser incluído na dieta de suínos em fase de crescimento em níveis de até 17,36%, sem comprometer a qualidade de carcaça de suínos abatidos aos 100 kg de peso vivo. O bagaço de cevada pode ser incluído na dieta de suínos em fase de crescimento em níveis de até 22,72% para redução dos custos de alimentação.
Abstract: The present work was conducted in the Swine Experimental Unity of the UFRRJ Animal Science Institute, from august to november, 2005, to evaluate different levels of barley bagasse included in diets for swines in growing phase, from 35 to 60 kg of live weight. It was used 20 crossbreed gilts, with 35 kg on average of live weight, in a randomized blocks experimental design with five treatments, and four blocks. The five levels of barley bagasse inclusion were 0, 12.5, 25, 37.5 and 50%, replacing the ration based on the dry matter of the reference ration (0% of inclusion). The performance variables ration intake (RI), barley bagasse intake (BBI), total feed intake (TFI), daily ration intake (DRI), daily barley bagasse intake (DBBI), daily feed intake (DFI), total body weight gain (TWG), daily body weight gain (DWG) and feed conversion (FC), also carcass characteristics and weights of organs and visceras were submitted to variance and polynomial regression analysis. It was observed linear reduction on RI and quadratic effect on all the other performance parameters evaluated. The BBI increased with the BB increasing level while TFI increased until 14.91% then decreasing after this level of inclusion. A quadratic effect was observed on DRI and DBBI while DFI increased until the level of 15.00% then decreasing after this level of inclusion. TWG and DWG increased until levels of 12.89 and 14.00% respectively, then decreasing after this level of inclusion. The FC improved progressively until 13.34% of inclusion then getting worse after this level of inclusion. Were evaluated: hot carcass weight (HCW), cold carcass weight (CCW), carcass length (CL) and carcass yields (CY), backfat thickness (BT), ham weight (HW) and ham yield (HY), palette weight (PW) and palette yield (PY), lomb weight (LW) and lomb yield (LY), and loin eye area (LEA). It was observed a quadratic effect on HCW and a linear reduction effect on PW and PY, as the level of barley bagasse inclusion was increased in the swines diets, with none influence on the other carcass characteristics. The Weights of gastro-intestinal tracts (GIT), viscera (VISC), stomach (SW) and liver (LW) were evaluated. There was not any influence on the weights of these last variables due to the level of BB in the growing phase diet. It was observed linear reduction in the feeding cost (FCT) and quadratic effect in the cost per unit of gain (CPUG), which decreased until 22.72% and increasing after this level of BB inclusion. The best level of BB inclusion in diets for swines in growing phase would be 14.91% for higher total DM intake, 12.89% for higher bodyweight gain and 13.34% for the best feed conversion. BB can be included in the growing diet up to 17,36%, without compromising the carcass quality of swines slaughtered at 100 kg of liveweight. BB can be included up to 22.72% in diets of swines in growing phase for reduction of the feeding costs.
Keywords: alimentação
desempenho
carcaça
ganho de peso
ingrediente.
feeding
performance
carcass
weight gain
ingredient.
???metadata.dc.subject.cnpq???: Zootecnia
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Zootecnia
???metadata.dc.publisher.program???: Curso de Pós-Graduação em Zootecnia
Citation: BRAZ, Jamil Monte. Bagaço de cevada na dieta de suínos em fase de crescimento. 2008. 37 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia). Instituto de Zootecnia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2008.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/tede/578
Issue Date: 10-Apr-2008
Appears in Collections:Mestrado em Zootecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2008 - Jamil Monte Braz.pdfDocumento principal320.38 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.