???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/tede/460
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Dinâmica da serapilheira em um trecho de floresta atlântica secundária em área urbana do Rio de Janeiro
Other Titles: Litterfall dynamic in a secondary atlantic rain forest section in urban area of Rio de Janeiro
???metadata.dc.creator???: Abreu, José Raimundo Silvado Pinto de 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Oliveira, Rogério Ribeiro de
???metadata.dc.description.resumo???: Muitos estudos de dinâmica de serapilheira foram realizados em áreas de Mata Atlântica com diferentes históricos de uso e atualmente protegidas por unidades de conservação. O presente estudo foi realizado num remanescente localizado na bacia hidrográfica do Rio Caçambe, pertencente à Floresta do Camorim, vertente sul do Maciço da Pedra Branca, zona oeste do município do Rio de Janeiro. A floresta sofreu corte raso para a produção de carvão e uso agrícola na década de 1940-50. Para conhecer a influência do clima e do uso pretérito sobre a dinâmica da serapilheira foram distribuídos ao todo 24 coletores em duas áreas amostrais: fundo de vale e divisor de drenagem, e utilizados dados de temperatura e pluviosidade de duas estações climatológicas próximas à área de estudo. Foram realizadas coletas quinzenais de serapilheira e quadrimestrais de estoque de serapilheira sobre o solo durante três anos. A produção de serapilheira no fundo de vale foi de 9,5 Mg.ha-1.ano-1, 9,7 Mg.ha-1.ano-1 e 10,5 Mg.ha-1.ano-1 nos três anos de monitoramento. No divisor de drenagem a produção foi de 11,3 Mg.ha-1.ano-1, 10,4 Mg.ha-1. ano-1 e 12,9 Mg.ha-1. ano-1. A produção do divisor de drenagem, no terceiro ano, foi a mais alta já reportada para remanescentes de Mata Atlântica. Não foi detectada diferença estatisticamente significativa entre as produções totais de serapilheira das duas áreas e entre os três anos de monitoramento. Somente para as frações folhas e elementos reprodutivos foi detectada diferença significativa entre as produções das duas áreas amostrais, com vantagem para o divisor de drenagem. E, somente para a fração elementos reprodutivos foi detectada diferença entre a produção dos três anos, sendo a produção maior no primeiro ano e menor no segundo ano. As participações percentuais médias das frações de serapilheira no fundo de vale foram: folhas (62%), galhos (30%), elementos reprodutivos (5%) e resíduos (3%). No divisor de drenagem foram: folhas (69%), galhos (20%), elementos reprodutivos (7%) e resíduos (3%). Não foi observada diferencia estatística entre o estoque médio de serapilheira no fundo de vale (4,3 Mg.ha-1 ) e no divisor de drenagem (4,6 Mg.ha-1). Os coeficientes de decomposição médios (k) foram 2,33 no fundo de vale e 2,53 no divisor de drenagem. A alta produção de serapilheira registrada no presente monitoramento foi considerada uma resultante do estágio sucessional da Floresta do Camorim. A produção recorde de serapilheira assim como as altas taxas de decomposição observadas no divisor de drenagem são resultantes da interação de diversos fatores que não puderam ser todos elucidados pelo presente estudo. Podemos apontar a precipitação acima da média histórica registrada no primeiro e terceiro ano de monitoramento como um dos fatores preponderantes.
Abstract: Many studies on litter production and decompositon have been conducted throughout the Atlantic Rain Forest ecosystem with different use history and currently protected by conservation units. The present study was carried out in a section of secondary Atlantic Rain Forest known as the Camorim Forest, in the city of Rio de Janeiro. During the 1940s and 50s, the area was clear-cut for wood extraction, coal production and agriculture. To determine climate and human influence on the litter dynamic, 24 litterfall collectors were distributed over two plots; one located at the bottom of valley and the other located on the hill ridge. Temperature and rainfall data were also collected from two climate stations near the area under observation. Over a three year period, litterfall samples were collected every two weeks while the standing litter crop was collected every four months. Litterfall production collected from the bottom of the valley registered 9,5 Mg.ha-1.year-1, 9,7 Mg.ha-1.year-1 and 10,5 Mg.ha-1.year-1 over a three year study period. On the hill ridge position, litterfall production was 11,3 Mg.ha-1.year-1, 10,4 Mg.ha-1. year-1 and 12,9 Mg.ha-1.year-1. During the third year, the hill ridge position registered the greatest litter production among studies conducted on the Atlantic Rain Forest ecosystem. No statistical differences were observed in total litter production between the two positons over the three year study period. The production of leaf litterfall and reproductive structures in the hill ridge position were considered statistically higher during the three years of study. The highest production for reprodutive structures was registered during the first year, and the lowest during the second year. The litterfall composition percentages from the bottom of the valley were: leaves (62%), wood (30%), reproductive structures (5%) and others (3%). On the hill ridge position the percentages were: leaves (69%), wood (20%), reproductive structures (7%) and others (3%). Statistical differences were not detected for the standing litter crop between the two positions. The site at bottom of the valley registered 4,3 Mg.ha-1 while the position on the hill ridge was 4,6 Mg.ha-1. The average coefficient of decomposition (k) was 2,33 at the bottom of the valley and 2,53 on the hill ridge. The high litterfall production registered in the present study was considered a result of the natural regrowth of the Camorim Forest. The extremely high litterfall production, as well as the high rates of decomposition observed in the hill ridge position were the results of many interacting factors, not all of which were covered by this study. One such factor, the high rainfall registered in the first and third years, can be highlighted. Litterfall production, litterfall decompositon, Atlantic Rain Forest.
Keywords: produção de serapilheira
decomposição de serapilheira
Mata Atlântica
Litterfall production
litterfall decompositon
Atlantic rain forest
???metadata.dc.subject.cnpq???: Recursos Florestais e Engenharia Florestal
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Florestas
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais
Citation: ABREU, José Raimundo Silvado Pinto de. Dinâmica da serapilheira em um trecho de floresta atlântica secundária em área urbana do Rio de Janeiro. 2006. 79 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais e Florestais). Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2006.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/tede/460
Issue Date: 25-Apr-2006
Appears in Collections:MESTRADO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E FLORESTAIS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2006 - Jose Raimundo Silvado Pinto de Abreu.pdf2.02 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.