???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/tede/451
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: A variabilidade temporal (sazonal e diurnal) como estratégia de coexistência das assembléias de peixes do Reservatório de Lajes, RJ.
Other Titles: The temporal variability (seasonal and diurnal) as coexistence strategy of the fish assemblages in the Lajes Reservoir, RJ.
???metadata.dc.creator???: Caetano, Carla de Brito 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Araújo, Francisco Gerson
???metadata.dc.description.resumo???: A variação na atividade diária e na sazonalidade das populações que compõem as assembléias de peixes tem sido explicada como mecanismo de viabilizar coexistência em ambientes com recursos limitados. Em reservatórios, especialmente aqueles com pequena contribuição de grandes rios, a modificação do ambiente pelo barramento, resulta no estabelecimento de novas populações adaptadas ao novo ambiente lêntico, relativamente fechado, já que os pequenos riachos e ribeirões constituem rotas com baixa probabilidade de migração de peixes; nestes casos os peixes apresentam maior probabilidade de desenvolvimento de mecanismos de ocupações dos nichos disponíveis como a variação temporal. Este trabalho visa determinar a composição da ictiofauna e suas variações em resposta aos ciclos diurnal e sazonal no Reservatório de Lajes, RJ, um ambiente oligotrófico construído nas encosta da serra do mar, pelo barramento de pequenos ribeirões. Adicionalmente, foram testadas influências de variáveis ambientais na ocorrência dos peixes mais abundantes. Os peixes foram coletados com rede de espera, entre setembro/2001 e agosto/2002, com as redes sendo revisadas a cada 3 horas ao longo de um período de 24 horas. Comparações da abundância relativa dos peixes e das variáveis ambientais entre as estações do ano e entre os períodos do ciclo dia/noite (dia, noite e crespusculo=amanhacer e anoitecer) foram realizadas utilizando testes nãoparamétricos univariados e padrões foram determinados por análises multivariadas. Um total de 696 indivíduos, pesando 78172,06g, compreendendo 19 espécies, foi capturado nas 64 amostras. As espécies numericamente mais abundantes em ordem decrescente foram Astyanax parahybae, Oligosarus hepsetus, Trachelyopterus striatulus, Metynnis maculatus e Geophagus brasiliensis, representado mais de 58% do total de capturas, e contribuindo cada uma acima de 10% do número, e de 35% de ocorrência nas amostras. Estas espécies abundantes, com exceção de M. maculatus, apresentaram significativa (p<0,05) variação diurnal na abundância relativa. As espécies de hábitos noturno/crespuscular foram os Characiformes A. parahybae e O. hepsetus e o Siluriformes T. striatulus, enquanto G. brasiliensis apresentou hábito diurno/ crepuscular. Sazonalmente, diferenças significativas (p<0,05) foram encontradas apenas para M. maculatus com picos no verão e menores valores no inverno. As variáveis ambientais analisadas (condutividade, nível da água, oxigênio dissolvido, pH, pluviosidade, profundidade, temperatura e transparência) não apresentaram diferenças ao longo do ciclo dia/noite, embora todas, com exceção da transparência, tenham variado significativamente (p<0,05) no ciclo sazonal. Através das analises multivariadas de ordenação e agrupamento, foram detectados dois tipos de assembléias, uma associada ao período diurno e outra ao período noturno, porém nenhum padrão sazonal foi detectado; em relação às variáveis ambientais, estas mesmas análises multivariadas indicaram um padrão sazonal bem definido e nenhum padrão ao longo do ciclo dia/noite. Menores diversidades (H´-Shannon-Wiener), riqueza (D-Margalef), número de espécies e de indivíduos ocorreram durante o período diurno, em todas as estações do ano. A estratégia de separação diurnal, mais que a sazonal ou as variáveis ambientais, foi o mecanismo utilizado pelas espécies abundantes para coexistirem no Reservatório de Lajes, com a maior parte da comunidade apresentando atividade noturna.
Abstract: Variation in diel activity and seasonality of populations which comprise fish assemblages hás been associated to mechanisms to allow coexistence in environments of limited resources. In reservor, especially those with few large river contribution, the envioronmental modification caused by the impoundment, results in the development of new populations adapted to the new lentic environment, relatively closed, since the stream hardly are used by as way for fish migration; in such cases, fishes show higher probability to develop mechanisms for occupy the available niches as temporal variation. The study aims to determine the composition of the icthyofauna and their variation according to diel and seasonal changes in Lajes reservoir, RJ, an oligotrophic environment biult in the sea mountains tropical rainforest, by damming small rivers. Adittionally, environmental variables influences on fish occurrence were assessed. Fishes were caught by gill nets, between September 2001 and August 2002, with the nets being revised each 3 hours throughtout a 24-hour period. Fishes relative abundance and environmental variables were compaared among season and diel period (day, sunset, night and sunrise) by using univariate non-parametric tests and patterns were determined by multivariate analyses. A total of 696 individuals, weighting 78172,06g, comprising 19 species, were caught in the 64 sampling. The most numerous species in decreasing order were Astyanax parahybae, Oligosarus hepsetus, Trachelyopterus striatulus, Metynnis maculatus and Geophagus brasiliensis, representing more than 58% of the total catches, and contributing each species more than 10% of number, and 35% of ocurrence in samples. These abundant species, with exception for M. maculatus, showed signficant (p<0.05) diel variation in relative abundance. Species of nocturnal/crepuscular activity were the Characiformes A. parahybae and O. hepsetus and the Siluriformes T. striatulus, while G. brasiliensis showed activity during the day/crepuscular. Seasonally, significant (p<0,05) changes were found for M. maculatus only, peaking in summer and paucity in winter. The examined environmental variables (conductivity, water level, dissolved oxygen, pH, rainfall, depth, temperature and transparency) did not show difference throught the diel cycle, although all of them, with exception of transparency, showed significant seasonal variation (p<0.05). Multivariate ordination and clustering showed two fish assemblages, one associated to the day and another to the night, but no seasonal pattern was detected; these multivariate analyses also showed a well defined seasonal patter and no diel patter for the environmental variables. The lowest diversity (H´-Shannon-Wiener), richness (D-Margalef), number of species and individuals occurred during the day in all seasons. Diel variation strategy, rather than seasonal or environmental variables, was the machanisms used by abundant fish species to coexit in Lajes reservoir, which most part of the community presenting nocturnal activity. Key Words: Fish Assemblages, reservoir, temporal variation; coexistence.
Keywords: assembléias de peixes
represas
variação temporal
coexistência.
fish assemblages
reservoir
temporal variation
coexistence.
???metadata.dc.subject.cnpq???: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Ciências Agrárias
???metadata.dc.publisher.program???: Curso de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais
Citation: CAETANO, Carla de Brito. The temporal variability (seasonal and diurnal) as coexistence strategy of the fish assemblages in the Lajes Reservoir, RJ.. 2004. 75 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Agrárias) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2004.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/tede/451
Issue Date: 28-Jul-2004
Appears in Collections:MESTRADO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E FLORESTAIS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2004- Carla de Brito Caetano.pdf783.66 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.