???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2683
???metadata.dc.type???: Tese
Title: Controle de Rhipicephalus microplus (Acari: Ixodidae) com nematoides entomopatogênicos: aplicação em formulação inseto cadáver e compatibilidade com outros agentes de controle
Other Titles: Control Rhipicephalus microplus (Acari: Ixodidae) with entomopathogenic nematodes: application in formulating insect cadaver and compatibility with other control agents
???metadata.dc.creator???: MONTEIRO, Caio Márcio de Oliveira 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Bittencourt, Vânia Rita Elias Pinheiro
First advisor-co: Prata, Márcia Cristina de Azevedo
???metadata.dc.contributor.referee1???: Bittencourt, Vânia Rita Elias Pinheiro
???metadata.dc.contributor.referee2???: Faccini, João Luiz Horácio
???metadata.dc.contributor.referee3???: Carvalho, Vanessa Andaló Mendes de
???metadata.dc.contributor.referee4???: Pinto, Erik Daemon de Souza
???metadata.dc.contributor.referee5???: Reck Júnior, José
???metadata.dc.description.resumo???: Nematoides entomopatogênicos (NEPs) tem sido apontados como promissores agentes de controle biológico do carrapato dos bovinos, Rhipicephalus microplus. A tentativa de combater esse carrapato com a utilização de NEPs pode ser direcionada para fase não parasitária, uma vez que fêmeas ingurgitadas no momento da oviposição buscam no solo ambiente com alta umidade e protegidos da irradiação solar, características favoráveis para sobrevivência dos NEPs. Dessa forma, o presente trabalho teve como objetivo avaliar a eficácia de diferentes isolados de nematoides em formulação inseto cadáver para o controle de R. microplus, além de avaliar a compatibilidade desses isolados com outras alternativas biológicas, químicas biossintéticas e químicas orgânossintéticas, que também podem ser utilizadas para controle desse ixodídeo. O estudo foi dividido em seis etapas. O primeiro capítulo teve como objetivo selecionar os isolados de NEPs mais virulentos para R. microplus, sendo feita a aplicação em formulação inseto cadáver com diferentes quantidades de lagartas de Galleria mellonella e avaliar o potencial dos isolados mais virulentos, quando formulados em G. mellonella e Tenebrio molitor. No segundo capítulo teve-se como objetivo de avaliar a interferência de outros hospedeiros suscetíveis sobre a eficácia de NEPs para o controle de R. microplus; assim como avaliar o potencial de NEPs para o controle em conjunto do carrapato dos bovinos e cigarrinha-das-pastagens, Mahanarva spectabilis. No terceiro capítulo, o objetivo foi avaliar o potencial dos dois isolados apontados como mais virulentos de acordo com o capítulo 1, e mais dois novos isolados de NEPs em formulação inseto cadáver, para o controle de R. microplus em testes em condições semi-naturais. Nos capítulos seguintes (capítulos 4, 5 e 6) foram conduzidos com intuito de avaliar a compatibilidade entre os dois isolados de NEPs mais virulentos, de acordo com os resultados do primeiro capítulo, com os carrapaticidas organossintéticos deltametrina, amitraz e clorfenvinfós (capítulo 4), com os fungos Metharizium anisopliae IBCB 116 e Beauveria bassiana ESALQ 986 (capítulo 5) e com o óleo essencial de Lippia sidoides (Capítulo 6). No primeiro capítulo, os nematoides Heterorhabditis bacteriophora HP88 e Heterorhabditis indica LPP1 foram os isolados mais virulentos, resultando em percentual de controle de 99% a partir do tratamento com a menor quantidade de cadáveres de G. mellonella. Além disso, foi verificado que a formulação em G. mellonella foi mais eficaz do que a formulação em T. molitor. No segundo capítulo, foi possível observar que a presença de outro hospedeiro susceptível não interferiu negativamente na eficácia de Heterorhabditis baujardi LPP7 para o controle de fêmeas ingurgitadas de R. microplus, e que a presença de ninfas de M. spectabilis com as fêmeas, potencializou a ação do nematoide, indicando a possibilidade da utilização dessa espécie de NEP para o controle em conjunto de carrapatos e cigarrinhas nas pastagens. Ainda nesse capítulo, foi possível verificar que o nematoide H. baujardi LPP7 multiplicou-se em ninfas de cigarrinhas, e que os juvenis infectantes (JIs) produzidos em cadáveres de M. spectabilis e G. mellonella apresentaram virulência similar para fêmeas de R. microplus. No terceiro capítulo, no primeiro experimento foi verificada em teste “in vitro” que os JIs de H. bacteriophora LPP30 foram altamente virulentos para fêmeas ingurgitadas de R. microplus, sendo observado percentual de controle superior a 95%, a partir da concentração de 75 JIs/fêmea. No segundo experimento, foi possível observar que H. bacteriophora HP88 e H. baujardi LPP7, formulados em cadáveres de G. mellonella e aplicados em teste simulando condições naturais, foram as espécies que apresentaram melhor desempenho, sendo observada inibição de postura superior a 90%. Além disso, ainda nesse capítulo foi verificado que esses isolados permaneceram ativos por mais de 65 dias no solo, sendo capazes de infectar fêmeas ingurgitadas de R. microplus após esse período. Nos capítulos seguintes, (4, 5 e 6) foi verificado que os JIs de H. bacteriophora HP88 e H. indica LPP1 foram compatíveis com os carrapaticidas deltametrina, amitraz e clorfenvinfós, com os fungos M. anisopliae IBCB 116 e B. bassiana ESALQ 986 e com o óleo essencial de L. sidoides.
Abstract: Entomopathogenic nematodes (EPNs) are considered promising biological control agents against the cattle tick, Rhipicephalus microplus. Efforts to combat this tick through use of EPNs can be targeted at the non-parasite phase, since engorged females lay their eggs in the soil, a favorable environment for the survival of EPNs. Therefore, the objective of the series of studies reported here was to evaluate the efficacy of different nematode strains in a cadaver insect formulation for the control of R. microplus, as well as to assess the compatibility of these strains with other biological and chemical control alternatives. The first chapter describes the process of selecting the most virulent EPN strains against R. microplus, which involved the application in a cadaver insect formulation with different quantities of Galleria mellonella larvae, to evaluate the potential of the most virulent strains when formulated in G. mellonella and T. molitor larvae. The second chapter describes tests to evaluate the interference of other susceptible hosts in the efficacy of EPNs to control R. microplus and the potential of EPNs for combined control of cattle ticks and spittlebugs. The third chapter describes experiments to assess the potential of the two strains indicated as most virulent according to the results presented in Chapter 1, and two new strains, on engorged R. microplus females in semi-natural conditions. The next three chapters (4, 5 and 6) analyze the compatibility of the two EPN strains, with acaricides composed of deltamethrin, amitraz and chlorphenvinphos (Chapter 4), with the fungi Metharizium anisopliae, strain IBCB 116, and Beauveria bassiana, strain ESALQ 986 (Chapter 5), and with the essential oil of Lippia sidoides (Chapter 6). According to the results in the first chapter, the nematodes Heterorhabditis bacteriophora HP88 and Heterorhabditis indica LPP1 were the most virulent, resulting in a control percentage of 99% already in the treatment with the lowest number of G. mellonella cadavers. Besides this, the formulation in G. mellonella was more effective than that in T. molitor. The results of the second chapter show that the presence of another susceptible host did not negatively affect the efficacy of Heterorhabditis baujardi LPP7 to control the engorged female cattle ticks, and that the presence of Mahanarva spectabilis nymphs with the females enhanced the action of the nematode, indicating the possibility of using EPNs for control of both ticks and spittlebugs. The results of the chapter also indicate that the nematode H. baujardi LPP7 multiplied in M. spectabilis and G. mellonella cadavers had similar virulence to R. microplus females. In the third chapter, the results of the first experiment, an in vitro test, indicate that the IJs of H. bacteriophora LPP30 were highly virulent to engorged R. microplus females, with a control percentage higher than 95% starting at the concentration of 75 IJs/female. In the second experiment reported in this chapter, H. bacteriophora HP88 and H. baujardi LPP7 formulated in G. mellonella cadavers performed the best, with oviposition inhibition greater than 90%. Besides this, these strains remained active for 60 days in the soil, and were able to infect engorged female cattle ticks after this period. The results in the remaining chapters (4, 5 and 6) show that IJs of H. bacteriophora HP88 and H. indica LPP1 are compatible with the acaricides deltamethrin, amitraz and chlorphenvinphos, the fungi M. anisopliae IBCB 116 and B. bassiana Bb 986 and the essential oil of L. sidoides.
Keywords: Carrapato dos bovinos
Nematoides entomopatogênicos
Controle biológico
Cattle tick
Entomopathogenic Nematode
Biological Control
???metadata.dc.subject.cnpq???: Medicina Veterinária
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Veterinária
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Citation: MONTEIRO, Caio Márcio de Oliveira. Controle de Rhipicephalus microplus (Acari: Ixodidae) com nematoides entomopatogênicos: aplicação em formulação inseto cadáver e compatibilidade com outros agentes de controle. 2014.175 f. Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias, Parasitologia Veterinária). Instituto de Veterinária, Departamento de Parasitologia Animal, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2014.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2683
Issue Date: 21-Jan-2014
Appears in Collections:DOUTORADO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2014 - Caio Márcio de Oliveira Monteiro.pdfDocumento principal5.15 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.