???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1324
???metadata.dc.type???: Tese
Title: Relação homem-natureza em grupos rurais (caipiras, sitiantes e pequenos agricultores) na Mata Atlântica e conservação da biodiversidade em um município do Sul Fluminense, RJ
Other Titles: Man-nature relationship in rural groups (hillbillies - caipiras, ranchers and small farmers) in the Atlantic Forest and biodiversity conservation in a southern town in Rio de Janeiro, RJ
???metadata.dc.creator???: BALDINI, Karla Beatriz Lopes 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Magalhães, Luis Mauro Sampaio
Second Advisor-co: Quinteiro, Mariana Martins da Costa
???metadata.dc.contributor.referee1???: Chedier, Luciana Moreira
???metadata.dc.contributor.referee2???: Amâncio, Cristhiane da Graça
???metadata.dc.contributor.referee3???: Rocha, Joyce Alves
???metadata.dc.contributor.referee4???: Carvalho, Igor Simoni Homem de
???metadata.dc.description.resumo???: A relação homem-natureza é um tema complexo e com muitos pontos que devem ser discutidos, principalmente em relação à conservação e proteção de recursos naturais usados pela sociedade. Muitos autores afirmam que essa relação é sempre desarmônica, já outros afirmam que é a única forma possível de conservar não só a biodiversidade, mas a cultura de que ela faz parte. A diversidade biológica e seus recursos são de fundamental importância para o desenvolvimento econômico e cultural dos diferentes grupos sociais, sejam estes tradicionais ou não. Uma forma de compreender a relação do homem com a natureza é estudar o mundo vegetal, fonte primária de energia, que sempre esteve presente no seu dia a dia. Com a finalidade de entender essa relação, desenvolveu-se ao longo dos anos uma disciplina denominada etnobotânica, que se ocupa de estudar essa interação com as plantas. O presente trabalho tem como objetivo geral identificar como é a relação homem – natureza, tendo como base o conhecimento e uso dos recursos vegetais, analisando a influência na conservação da diversidade biológica local, em especial em áreas com presença de Unidades de Conservação, na Mata Atlântica, considerando a realidade histórica, cultural e socioeconômica de grupos rurais que vivem num município no sul do estado do Rio de Janeiro, Região Sudeste. Dividido em três capítulos, no primeiro foi realizada uma revisão de bibliografia sobre a questão do rural no sudeste do Brasil no período de 10 anos (2004-2014). Já no segundo e terceiro capítulos, foram estudadas quatro localidades rurais, dentro de um mesmo município, que possuem histórias de ocupação e estilo de vidas diferenciados, localizadas próximas à Unidades de Conservação, no período entre agosto/2012 e agosto/2014. Usaram-se dados secundários e primários para a coleta de dados. Foram entrevistados 180 residentes, em sua maioria acima de 40 anos, mulheres, casadas, proprietárias e com mais de 30 anos de residência. A ocupação não-agrícola aumentou, relativamente ao passado quase totalmente dedicado à agricultura e/ou pecuária. Os costumes e a paisagem se modificaram nos últimos 30 anos, com o abandono de algumas atividades econômicas e aumento dos serviços públicos. Foram identificadas 294 plantas com algum tipo de conhecimento e uso pelos residentes. Em tudo que foi observado e analisado, o planejamento ambiental deveria considerar a cultura local daqueles que conhecem e/ou usam a vegetação local, pois eles interferem na diversidade de plantas e auxiliam no controle da conservação dos ambientes locais. Alternativas visando a conciliar o uso dos recursos e ações dos orgãos ambientais devem incluir a participação dos grupos locais em planos e ações das Unidades de Conservação, analisando o que é realmente usado, auxiliando também na criação de alternativas de vida e trabalho.
Abstract: The relationship man-nature is a complex subject, with many points to be discussed, particularly in relation to the conservation and protection of the natural resources used by society. Many authors state that this relationship is always disharmonious, while others claim it is the only possible way to save not only biodiversity, but the culture to which it belongs. Biological diversity and its resources are of fundamental importance for the economic and cultural development of different social groups, whether traditional or not. One way to understand man's relationship with nature is to study the vegetal world, the primary source of energy that has always been present in our daily lives. In order to understand this relationship, a discipline has been developed over the years, ethnobotany, which deals with studying this interaction with plants. This work’s main objective is to identify how the man - nature relationship occurs, based on the knowledge and use of plant resources, analyzing the influence on the conservation of local biodiversity, particularly in regions that have Protected Areas Units, in the Atlantic Forest, considering the historical, cultural and socio-economic reality of rural groups living in a town in the southern state of Rio de Janeiro, Southeast Region. Divided into three chapters, the first one consists of a literature review on rural southeastern Brazil in a 10-year period (2004-2014). In the second and third chapters, four rural localities within the same municipality, which have occupancy stories and different lifestyles, being located close to protected areas, were studied, in the period between August / 2012 and August / 2014. Secondary and primary data were used in data collection. Interviews were conducted with 180 residents, mostly over 40, women, married, proprietors and over 30 years of residence. Non-agricultural employment increased, compared to the past, almost entirely devoted to agriculture and / or livestock. Customs and landscape have changed in the last 30 years with the abandonment of certain economic activities and increased public services. 294 plants, of which residents had some kind of knowledge and use, were identified. In what has been observed and analyzed, environmental planning should consider the local culture of those who know and / or use local vegetation, because they interfere with the diversity of plants and help control local environments conservation. Alternatives to reconcile the use of resources with actions of environmental bodies should include the participation of localresidents in plans and actions of Protected Areas, analyzing what is actually used and also assisting in the creation of living and working alternatives.
Keywords: Protected Areas
Brazil
Ethnosciences
Natural resources
Rural
Southeast
Áreas protegidas
Brasil
Etnociências
Recursos naturais
Rural
Sudeste
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Agrárias
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Florestas
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais
Citation: BALDINI, Karla Beatriz Lopes. Relação homem-natureza em grupos rurais (caipiras, sitiantes e pequenos agricultores) na Mata Atlântica e conservação da biodiversidade em um município do Sul Fluminense, RJ. 2015. 166 f. Tese (Doutorado em Ciências Ambientais e Florestais). Instituto de Florestas, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Seropédica, RJ. 2015.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1324
Issue Date: 16-Dec-2015
Appears in Collections:DOUTORADO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E FLORESTAIS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015 - Karla Beatriz Lopes Baldini.pdfDocumento principal4.37 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.