???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1198
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: Avaliação de parâmetros reprodutivos com o uso de gonadotrofina coriônica humana (hCG) e deslorelina em um programa de transferência de embrião equino
Other Titles: Evaluation of reproductive parameters with human chorionic gonadotropin (hCG) and Deslorelin in an equine embryo transfer program
???metadata.dc.creator???: Silva, Paula Cardoso de Almeida 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Jacob, Júlio Cesar Ferraz
???metadata.dc.contributor.referee1???: Dell' Aqua Junior, José Antonio
???metadata.dc.contributor.referee2???: Mello, Marco Roberto Bourg de
???metadata.dc.description.resumo???: A transferência de embriões (TE) é uma das técnicas de maior destaque na expansão da equideocultura, possibilitando a produção de maior número de produtos de uma mesma égua por ano, aumentando assim o número de animais com alto valor genético. O controle hormonal do momento da ovulação pode ser usado como uma ferramenta para otimizar os parâmetros reprodutivos e reduzir os custos em um programa de TE. O presente estudo comparou a eficiência de doses mais baixas do que as tradicionalmente utilizadas de hCG e Deslorelina avaliando o tempo entre a indução e a ovulação, as taxas de recuperação e fixação embrionária. O estudo foi desenvolvido no Departamento de Reprodução e Avaliação Animal da UFRRJ. Foi realizado o acompanhamento de 85 ciclos estrais de éguas da raça Bretão Postier e Mangalarga Marchador, onde as éguas ao apresentarem um folículo ovariano ≥ 35 mm foram divididas de maneira aleatória em um dos três tratamentos: G1 (n = 32) – tratamento com 1000 UI (1,0 ml i.v.) de hCG (Chorulon® - Intervet Schering-Plough Animal Health), G2 (n = 30) – tratamento com 0,75 mg (0,75ml i.v.) de Deslorelina (Botupharma) e G3 (n=23) – tratamento com 1,0 ml i.v. de solução salina. Vinte quatro horas após a aplicação, a avaliação ultrassonográfica dos ovários passou a ser realizada a cada seis horas até a detecção da ovulação. As éguas doadoras foram inseminadas no dia seguinte a indução e as coletas de embrião aconteceram no dia 9 após a ovulação. Os embriões recuperados foram imediatamente transferidos para receptoras previamente sincronizadas, sendo o diagnóstico de gestação realizado aos 15 e 30 dias de idade embrionaria. Os dados referentes ao tempo entre indução e ovulação e características do desenvolvimento folicular, foram analisados pelo método de Análise de Variância (ANOVA), sendo as médias desses dados analisadas quando necessário pelo teste de Tukey. Os dados referentes ao percentual de éguas ovuladas em diferentes períodos, foram analisados através do Qui-quadrado (χ2) 5%. Em se tratando da taxa de recuperação embrionária, os dados foram analisados através do teste Exato de Fisher, já em relação a taxa de gestação não foi possível realizar análise estatística devido ao baixo número amostral. Os percentuais de ovulação em até 36 horas nos grupos G1, G2 e G3, foram 34,4 %, 13,3% e 8,7%, entre 36 e 42 horas, 62,5%, 56,7% e 8,7%, entre 42 e 48 horas, 0%, 20% e 13%, acima de 48 horas 3,1%, 10% e 69,6%, respectivamente. Havendo dessa maneira diferença significativa entre os grupos tratados e o controle (p < 0,05). A taxa de recuperação embrionária foi de 75% (6/8) nos grupos G1 e G2 e 44,4% (4/9) no grupo G3; não houve diferença significativa entre os grupos (p > 0,05). Já a taxa de gestação aos quinze dias de idade embrionária foi de 69,2% (9/13). Deste modo as doses inferiores às comumente utilizadas, dos agentes indutores em questão, foram eficientes em promover a ovulação em até 48 horas, mas o uso destes, não resultou em melhora significativa nos índices de recuperação embrionária
Abstract: Embryo transfer (ET) is one of the most prominent techniques in the expansion of horse breeding, enabling the production of more products of a single mare per year, thus increasing the number of animals with high genetic value. The hormonal control of ovulation can be used as a tool to optimize the reproductive parameters and reduce the costs in an ET program. This study compared the effectiveness of lower doses than those traditionally used of Deslorelin and hCG, evaluating the time between ovulation and induction, the recovery rates and embryo attachment. The study was conducted at the Department of Animal Reproduction and Evaluation of UFRRJ. We conducted follow-up of 85 estrous cycles of Breton Postier and Mangalarga Marchador mares, when the mares presenting an ovarian follicle ≥ 35 mm, they were divided randomly into one of three treatments: G1 (n = 32) - treatment with 1000 IU (1.0 ml iv) of hCG (Chorulon ® - Intervet Schering-Plough Animal Health), G2 (n = 28) - treatment with 0.75 mg (0.75 ml iv) Deslorelin (Botupharma) and G3 (n = 28) - Treatment with 1.0 ml saline iv. Twenty four hours after application, ultrasound evaluation of ovarian was held every six hours up to ovulation. The donors were inseminated the day after induction and embryo collection took place in nine days after ovulation. The recovered embryos were immediately transferred to recipients previously synchronized, these pregnancy diagnosis was performed at 15 and 30 days old embryo. Data regarding the time between ovulation and induction and characteristics of follicular development were analyzed using analysis of variance (ANOVA), and the averages of these data were analyzed when needed by the Tukey test. The data regarding the percentage of mares ovulated in different periods, were analyzed using the Qui-quadrado (χ2) 5%. In the case of embryo recovery rate, the data were analyzed using the Fisher exact test, however in relation to pregnancy rate was not possible to perform statistical analysis due to low sample size. The percentage of ovulation in up to 36 hours for G1, G2 and G3 were 34.4%, 13.3% and 8.7%, between 36 and 42 hours were 62.5%, 56.7% and 8.7%, from 42 to 48 hours were 0%, 20% and 13%, more than 48 hours were 3.1%, 10% and 69.6% respectively. Having thus a significant difference between treated and control groups (p <0.05). The embryo recovery rate was 75% (6/8) in G1 and G2, and 44.4% (4/9) in group G3, there was no significant difference between groups (p> 0.05). The rate of pregnancy at fifteen days old embryo was 69.2% (9/13). Thus the lower doses commonly used with inducing agents in question, were effective in promoting ovulation within 48 hours, but the use of these didn't result in significant improvement in the rates of embryo recovery.
Keywords: mares
ovulation
ovulation inducers.
égua
ovulação
agentes indutores
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências Agrárias
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Veterinária
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária (Patologia e Ciências Clínicas)
Citation: Silva, Paula Cardoso de Almeida. Avaliação de parâmetros reprodutivos com o uso de gonadotrofina coriônica humana (hCG) e deslorelina em um programa de transferência de embrião equino. 2012. [63 f.]. Dissertação( PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA (PATOLOGIA E CIÊNCIAS CLÍNICAS)) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, [Seropédica-RJ] .
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1198
Issue Date: 25-Jan-2012
Appears in Collections:MESTRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA (PATOLOGIA E CIÊNCIAS CLÍNICAS)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2011 - Paula Cardoso de Almeida Silva.pdf2011 - Paula Cardoso de Almeida Silva453.03 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.