???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1168
???metadata.dc.type???: Tese
Title: Parâmetros fisiológicos, químicos e biológicos da cana-de-açúcar (Saccharum spp.) em solo cambissolo eutrófico sob condições de colheita com e sem queimada
Other Titles: Sugarcane (Saccharum spp.) physiological, chemical and biological parameters on inceptsol soil under crop conditions with and without burning
???metadata.dc.creator???: BERTO, Pedro Nilson Alves 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: LIMA, Eduardo
???metadata.dc.contributor.referee1???: Ramalho, Jair Felipe Garcia Pereira
???metadata.dc.contributor.referee2???: Rossiello, Roberto Oscar Pereyra
???metadata.dc.contributor.referee3???: Weber, Heroldo
???metadata.dc.contributor.referee4???: Ripoli, Tomaz Caetano Cannavam
???metadata.dc.description.resumo???: CAPÍTULO I: Em solo Cambissolo eutrófico, da usina Santa Cruz, RJ, foi conduzido experimento objetivando avaliar, durante ciclo de segunda soca (terceiro corte da cultura da cana-de-açúcar), respostas à aplicação de resíduos da agroindústria açucareira, em condições de manejo de colheita com e sem prévia queima, utilizando-se da análise quantitativa de crescimento e empregando-se a variedade RB72454. O campo experimental foi plantado no mês de abril de 1992. O corte da cana-planta ocorreu em julho de 1993. A primeira soca foi colhida em agosto de 1994, ocasião em que se reinstalou o ensaio para avaliação na Segunda soca ou terceiro corte, cuja colheita aconteceu em setembro de 1995. Os tratamentos efetuados foram: 1 – CC = cana-crua; 2 – CC + TF = cana crua + 30 toneladas. ha-1 de torta de filtro; 3 – CC + TF + B = cana-crua + 20 toneladas de torta de filtro . ha-1 + 10 toneladas . ha-1 de bagaço; 4 – CQ = cana queimada; 5 – CQ + TF = cana queimada + 30 toneladas . ha-1 de torta de filtro; 6 – CQ + TF + B = cana queimada + 20 toneladas . ha-1 de torta de filtro + 10 toneladas . ha-1 de bagaço. Os parâmetros fisiológicos discutidos e interpretados foram: a) número de colmos por metro linear; b) altura do colmo (m); c) fitomassa total (g.m-2 solo); d) índice de área foliar (m2 folha . m-2 solo); c) taxa de crescimento da cultura (g. m- 2 solo.dia-1); f) taxa de assimilação líquida (g.m-2 folha.dia-1); g) concentração de nitrogênio nas folhas; h) concentração de nitrogênio no colmo. Os resultados obtidos permitiram as seguintes conclusões: 1. A aplicação dos resíduos da agroindústria açucareira (torta de filtro e bagaço), nas áreas colhidas com e sem queima, não resultou em aumento no número de colmos por metro linear e nem na altura das canas. 2. O fato de não haver diferenças significativas para os parâmetros número de colmos por metro linear e de altura das canas, refletiu-se diretamente na não diferença estatística entre os tratamentos avaliados, no que se refere à produtividade final dos colmos industrializáveis em t.ha-1. 3. O valor da fitomassa total, obtida nos diversos tratamentos, apresentou-se muito baixo, em função principalmente do déficit hídrico ocorrido no período de condução do experimento. 4. O I.A.F. (índice de área foliar), apresentou variações significativas nas primeiras amostragens (segundo, quarto e sexto meses), com valores maiores para os tratamentos com queima, em função de maior número de colmos por metro encontrado nestas parcelas. 5. O índice de palhiço calculado (20,6 t.ha-1) afetou a brotação de soqueiras dos tratamentos com cana crua, prejudicando a população de colmos. 6. O índice de área foliar ficou abaixo do considerado ideal para a formação de lavoura produtiva, correlacionando-se com a baixa produtividade obtida, mostrando-se como um bom parâmetro fisiológico para estimativa da produção canavieira. 7. A taxa de crescimento da cultura apresentou valores máximo entre 120 e 240 dias após o corte, foi semelhante para todos tratamentos ao longo do ciclo de desenvolvimento vegetativo e coincidiu com os períodos de índice de área foliar máximos. 8. A taxa de assimilação líquida foi afetada pelo estresse hídrico no período de máximo crescimento da cultura. 9. A concentração de nitrogênio nas folhas, assim como a concentração de nitrogênio nos colmos, não apresentou diferenças entre tratamentos. O fato de o solo estudado ser um Cambissolo eutrófico, com alta fertilidade natural e de ter ocorrido forte stress hídrico durante o ciclo da cultura, pode ter nivelado as respostas. -------------------------------------------------------------------- CAPÍTULO II: Num Cambissolo eutrófico da usina Santa Cruz, localizada no município de Campos dos Goytacazes, RJ, foi conduzido experimento objetivando avaliar, durante ciclo de segunda soca (terceiro corte) da cultura da cana-de-açúcar, o efeito de resíduos da fabricação do açúcar, (torta de filtro e bagaço), aplicados em parcelas experimentais posteriormente colhidas com cana crua e com cana sem queima, nas suas propriedades químicas e biológicas. O campo experimental foi plantado no mês de abril de 1992. O corte da cana-planta ocorreu em julho de 1993. A primeira soca foi colhida em agosto de 1994, ocasião em que se reinstalou o ensaio para avaliação na segunda soca ou terceiro corte, cuja colheita aconteceu em setembro de 1995. Os tratamentos efetuados foram: 1 – CC = cana crua; 2 – CC + TF = cana crua + 30 toneladas.ha-1 de torta de filtro; 3 – CC + TF + B = cana crua + 20 toneladas de torta de filtro.ha-1 + 10 toneladas.ha-1 de bagaço; 4 – CQ = cana queimada; 5 – CQ + TF = cana queimada + 30 toneladas .ha-1 de torta de filtro; 6 – CQ + TF + B = cana queimada + 20 toneladas.ha-1 de torta de filtro + 10 toneladas.ha-1 de bagaço. Os parâmetros discutidos e analisados foram: a) produtividade de colmos industrializáveis em t.ha-1; b) produção de açúcar em t POL.ha-1; c) biomassa microbiana do solo-carbono em mgC.g-1 de solo; d) efeito dos resíduos agroindustriais entre tratamentos, nas produtividades dos segundo e terceiro cortes, em t cana.ha-1; e) efeito dos tratamentos sobre as propriedades químicas do solo; f) determinação do índice do “palhiço”. Os resultados obtidos permitiram as seguintes conclusões: 1 – A aplicação dos resíduos da agroindústria açucareira (torta de filtro e bagaço), nos canaviais colhidos com e sem queima, não resultou em aumentos de produtividade, quer seja em t cana.ha-1 ou em t pol.ha-1. 2 – Os tratamentos com cana crua que receberam resíduos industriais, apresentaram valores significativamente maiores de BMS-C, em comparação ao tratamento cana queimada. Houve uma maior proporção de carbono imobilizado na biomassa microbiana do solo, principalmente no tratamento cana crua com torta de filtro adicionada. 3 – O tipo de solo estudado, Cambissolo Eutrófico, pode ter facilitado a semelhança dos resultados de produção (t cana.ha-1), em função de sua alta fertilidade natural. 4 – O Índice de Palhiço, equivalente a 20,6 t.ha-1 de palha, pode ter afetado a brotação de soqueiras dos tratamentos com cana crua. 5 – De modo geral, as propriedades químicas do solo estudadas não foram alteradas quando se compararam os tratamentos.
Abstract: CHAPTER I: In a Inceptisol soil, at Santa Cruz Sugar Mill, Campos dos Goytacazes/RJ, an experiment was conducted with the purpose to evaluate, during the cycle of second ratoon answers to the application of sugarcane agroindustry wastes, in consitions of harverst management with and without previous burning, using the growth quantitative analysis and utilizing the RB72454 sugarcane variety. The experimental field was planted in April 1992. The plant cane cut ocurred in July 1993. The first ratoon was harvested in August 1994, when the test was reinstalled to evaluation in the second ratoon, which harvest was in September 1995. The tested treatment were: 1 = CC = raw cane; 2 – CC + TF = raw cane + 30 t.ha-1 of filter cake; 3 – CC + TF + B = raw cane + 20 tons of filter cake ha-1 + 10 t.ha-1 of bagasse; 4 – CQ = burned cane; 5 – CQ + TF = burned cane + 30 t.ha-1 of filter cake; 6 – CQ + TF + B = burned cane + 20 t.ha-1 of filter cake + 10 t.ha-1 of bagasse. The physiological rates discussed and interpreted were: a) Number of stalks by linear meter; b) Stalk height (m); c) Total biomass (g.m-2 soil); d) Leaf area index (m2 leaf. m-2 soil); e) Growth tax of the cultural (g.m-2 leaf. day-1); f) Liquid assimilation tax (g.m-2 leaf.day-1); g) Leaf nitrogen concentration; h) Stalk nitrogen concentration. The results allowed the following conclusions: 1) The application of the sugar agroindustry wastes (filter cake and bagasse) in areas harvest with or without burning, didn’t increased the stalks number and canes height. 2) The fact of not have significant differences to the stalks number rates by linear meters and canes height, reflected directly in a not statistical difference among the evaluated treatments, beeing relative a industrial stalks final productivity in t.ha. 3) The value of total biomass, obtained in the various treatments, was very low, mainly in function of hydric deficit ocurred in the period of the development of the experiment. 4) O I.A.F. (leaf area index), showed little significant changes in the first samples (second, fourth and sixth months), with higher values to burning treatments, in function of a higher stalks number by meter found in this parcels. 5) The straw index calculated (20, 6 t.ha-1) affected the ratoon budding, lowing the stalks population. 6) The leaf area index stayed lower than that considered ideal to the development of a productive sugarcane plantation, correlating with the law productivity obtained, beeing a good physiological parameter to the estimation of a sugarcane’s production. 7) The growth tax of the culture showed the highest values between 120 e 240 days after cut, similar to all treatments during the vegetative development cycle and coincided to the highest foliar area index. 8) The liquid assimilation tax was affected by the hydric stress in the period of the maximum growth of the culture. 9) The nitrogen leafs concentration, as the nitrogen stalks concentration didn’t show differences among the treatments. The fact that the soil studied was a Inceptisol soil, with great natural fertility and that ocurred a great hydric stress during the culture cycle, may have equalized the answers. -------------------------------------------------------------------- CHAPTER II: In a Inceptisol soil of Santa Cruz sugar mill; located at Campos dos Goytacazes,RJ, an experiment was conducted to evaluate the influence, in the chemical and biological properties of the soil, during the sugar cane second ratoon, of the sugar industry wastes (filter cake and bagasse) applied into experimental parcels harvested with and without previous burning of the cane. The experimental field was planted in April 1992. The harvest of the cane ocurred in July 1993. The first 1994, ratoon was harvested in August when the experiment was reinstalled for evaluation in the second ratoon, which harvest was done in September 1995. The tested treatments were: 1= CC= raw cane; 2- CC+TF= raw cane + 30 t.ha -1 of filter cake; 3-CC+TF+B= raw cane + 20 tons of filter cake ha-1 + 10 t. ha-1 of bagasse; 4-CQ= burned cane; 5- CQ +TF= burned cane + 30 t ha-1 of filter cake; 6-CQ + TF + B= burned cane + 20 t.ha-1 of filter cake + 10 T.ha-1 of bagasse. The parameters discussed and interpreted were: a) manufacturable stalks productivity in t.ha-1; b) Sugar production in t Pol ha -1; c) microbial soil biomass-carbon in mgCg -1 of soil; d) agroindustrial wastes effect among treatments on the productivity of second and the third curts of the in t.sugarcane ha-1; e) treatments effects on soil chemical properties; f)straw index determination. The results allowed the following conclusions: 1- The application of the sugar agroindustry wastes (filter cake and bagasse), in the sugar cane fields harvested with or without burning, didn`t result in increasing of productivity, in t.ha-1 or in t.ha-1. 2- Raw cane treatments, that received industrial wastes, showed expressive higher values of BMS-C, in comparison with burned cane treatments, mainly in raw cane treatment with filter cake. 3- The Inceptisol soil, may have facilitaded the similarity of the production results (t cane ha-1), due to the its high natural fertility. 4- Straw index, equivalent to 20,6 t. straw ha, may have affected the ratoon budding of the raw cane treatments. 5- generally speaking, the soil chemical properties studied haven`t been modified when the treatments are compared.
Keywords: harvest of sugarcane
harvest with raw cane
harvest with burnt cane
soil microbial biomass
crop growth rate
phytomass
production and productivity
colheita de cana-de-açúcar
colheita com cana crua
colheita com cana queimada
biomassa microbiana do solo
taxa de crescimento da cultura
fitomassa
produção e produtividade
???metadata.dc.subject.cnpq???: Agronomia
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Agronomia
???metadata.dc.publisher.program???: Curso de Pós-Graduação em Agronomia - Ciência do Solo
Citation: BERTO, Pedro Nilson Alves. Parâmetros fisiológicos, químicos e biológicos da cana-de-açúcar (Saccharum spp.) em solo cambissolo eutrófico sob condições de colheita com e sem queimada. 2000. 148 f. Tese (Curso de Pós-Graduação em Agronomia - Ciência do Solo). Instituto de Agronomia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2000.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/handle/jspui/1168
Issue Date: 12-Dec-2000
Appears in Collections:DOUTORADO EM AGRONOMIA - CIÊNCIA DO SOLO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2000 - Pedro Nilson Alves Berto.pdfDocumento principal650.98 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.