???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1671
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCarmo, Jair Figueiredo do-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1292311614965781por
dc.contributor.advisor1Latorraca, João Vicente de Figueiredo-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9612404360795583por
dc.contributor.advisor-co1Pereira, Helena Margarida Nunes-
dc.contributor.referee1Baraúna, Edyr Eime Pereira-
dc.contributor.referee2Sette Junior, Carlos Alberto-
dc.contributor.referee3Carvalho, Alexandre Monteiro de-
dc.date.accessioned2017-05-19T13:33:19Z-
dc.date.issued2016-02-25-
dc.identifier.citationCarmo, Jair Figueiredo do. Crescimento e propriedades da madeira de Copaifera langsdorffii Desf. sob regime de manejo florestal. 2016. [54 f.]. Tese( PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E FLORESTAIS) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, [Seropédica-RJ] .por
dc.identifier.urihttps://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1671-
dc.description.resumoO objetivo deste trabalho foi estudar o crescimento e propriedades da madeira em árvores de Copaifera langsdorffii de uma floresta ombrófila aberta, sob regime de manejo florestal, no estado de Mato Grosso. Para tanto, foram coletadas amostras de 20 árvores, e o desenvolvimento do trabalho foi dividido em duas etapas. Na primeira, foi realizado um estudo dendrocronológico para a espécie e, na segunda, um estudo do efeito do manejo florestal nas propriedades anatômicas, químicas e física da madeira de C. langsdorffii. A área, onde foram coletadas as árvores, tem como principal característica o fato de ter ocorrido a primeira exploração florestal no ano de 1987 e atingindo seu segundo ciclo de corte no ano de 2013. No estudo dendrocronológico, foi construída uma série cronológica mestre da espécie e análises da sensibilidade cambial às variações climáticas (temperatura e precipitação). Além disso, verificou-se os efeitos climáticos do evento El Niño no crescimento das árvores. O estudo do efeito do manejo florestal nas propriedades da madeira foi realizado através da caracterização anatômica, física e química dos lenhos formados10 anos antes e 10 anos depois do primeiro ciclo de corte ocorrido em 1987. Foi também analisado o efeito da distância das árvores estudadas em relação à clareira (toco remanescente) aberta no ano da primeira exploração de 1987. Os resultados obtidos indicaram que a C. langsdorffii apresenta potencial para estudos dendrocronológicos, apresentando uma correlação significativa da largura dos anéis dentro e entre árvores. O manejo florestal propiciou incrementos diametrais superiores aos observados antes da primeira exploração. Observou-se que os maiores incrementos diametrais das árvores ocorreram nos períodos do ano em que o índice de precipitação é maior. O estudo indicou alterações significativas na estrutura anatômica da madeira, através do aumento da frequência de vasos e redução largura dos raios na madeira formada após a exploração florestal de 1987. Esses resultados também foram encontrados na análise de distância da árvore estudas em relação ao toco remanescente. As alterações na estrutura anatômica denotaram uma diminuição da densidade aparente da madeira formada pós 1987. Através da análise química foram encontrados 10 elementos químicos, sendo 4 macros e 6 micronutrientes. Não houve diferença significativa na assimilação de minerais na madeira decorrentes do manejo florestal. Assim, não houve efeito negativo na disponibilidade de nutrientes para a C. langsdorffii. De modo geral, os resultados encontrados demonstraram que o manejo florestal foi benéfico para a C. langsdorffii, pois possibilitou ganhos consideráveis de incremento após a intervenção florestal, sem acarretar prejuízos relevantes na estrutura anatômica, física e química no lenho da espécie.por
dc.description.abstractThe objective of this research was to study the growth and wood properties of Copaifera langsdorffii trees in an open rain forest, under a forest management system in the state of Mato Grosso, Brazil. Therefore, samples from 20 trees were collected, and the development of the research was divided into two stages. In the first one, a dendrochronological study for the species was carried out and in the second one, a study of the effect of forest management on the anatomical, chemical and physical properties of C. langsdorffii wood. The area where the trees were collected, has as main characteristic the fact that had occurred the first lumbering in 1987 and reaching his second cutting cycle in 2013. During the dendrochronological study, a master chronological series of the tree species and also an analysis of the cambium sensitivity to climatic variations (temperature and precipitation) were done. Furthermore, weather effects of El Niño event were found in the growth of those trees. The study of the effect of forest management on the properties of wood, was carried through the anatomical, physics and chemistry characterization of woods that were formed 10 years before and 10 years after the first cutting cycle that had occurred in 1987. It was also analyzed the effect of the distance of the trees studied in relation to the glade (remaining stub) opened in the year of the first lumbering, in 1987. The results indicated that C. langsdorffii has potential to the dendrochronological studies, presenting a significant correlation between the width of the rings within and among those trees. The forest management led to diametrical higher increases than those observed before the first lumbering. It was observed that the higher diametrical growth of trees occurred during periods of the year in which the precipitation rate is higher. The study indicated a significant change in anatomical structure of the wood, by the increased frequency of vessels and decreasing width of rays formed on wood after lumbering in1987. Those results were also observed for the trees distances in relation to the glade. The changes into anatomical structure showed a decrease in the density of the wood formed after 1987. By chemical analysis, 10 chemical elements were found, 4 macro and 6 micronutrients. There was no significant difference in the assimilation of minerals into the wood as a result of forest management. Thus, there was no negative effect on the availability of nutrients to the C langsdorffii. Overall the results showed that forest management was beneficial to the C. langsdorffii, growth because that action led to possible and considerable gains in growth after forest intervention, without incurring significant losses in the anatomical, physical and chemical structure in the wood species.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Celso Magalhaes (celsomagalhaes@ufrrj.br) on 2017-05-19T13:33:19Z No. of bitstreams: 1 2016 - Jair Figueiredo do Carmo.pdf: 2232723 bytes, checksum: fe83db2be94c1c93b2be3e9af0a35856 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-05-19T13:33:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016 - Jair Figueiredo do Carmo.pdf: 2232723 bytes, checksum: fe83db2be94c1c93b2be3e9af0a35856 (MD5) Previous issue date: 2016-02-25eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPESpor
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttps://tede.ufrrj.br/retrieve/5163/2016%20-%20Jair%20Figueiredo%20do%20Carmo.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal Rural do Rio de Janeiropor
dc.publisher.departmentInstituto de Florestaspor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFRRJpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestaispor
dc.relation.references5 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALMEIDA, C. I. M.; LEITE, G. L. D.; ROCHA, S. L.; MACHADO, M. M. L.; MALDONADO, W. C. H. Fenologia e artrópodes de Copaifera langsdorffii Desf. no cerrado. Rev. Bras. Pl. Med., Botucatu, v.8, n.2, p.64-70, 2006. BARBERI, A.; CARNEIRO, M. A. C.; MOREIRA, F. M. S.; SIQUEIRA, J. O. Nodulação em leguminosas florestais em viveiro no sul de Minas Gerais. Cerne, Lavras, v. 4, p 145-153, 1998. BRANDÃO, M.; GAVILANES, M. L. Mais uma contribuição para o conhecimento da Cadeia do Espinhaço em Minas Gerais (Serra da Piedade) - II Daphne Belo Horizonte, v. 1, n. 1, p 26-43, 1990. 7 CARVALHO, R. M. M. A.; SOARES, T. S.; VALVERDE, S. R. Caracterização do Setor Florestal: Uma abordagem comparativa com outros setores da economia. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 15, n. 1, p. 105-118, 2005. FELFILI, J. M.; SILVA JÚNIOR, M. C. da; NOGUEIRA, P. E. Levantamento da vegetação arbórea na Região de Nova Xavantina, MT. Boletim do Herbário Ezechias Paulo Heringer, Brasília, DF, v. 3, p. 63-81, 1998. FREITAS, C. V.; OLIVEIRA, P. E. Biologia reprodutiva de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae, Caesalpinioideae). Rev. bras. Bot., Sept. 2002, vol.25, no.3, p.311-321. GOUVEIA, G. P. & FELFILI, J.M. 1998. Fenologia de comunidades de cerrado e de mata de galeria no Brasil Central. Revista Árvore 22:443-450. GUERRA, M. E. C.; Filho; and GALLÃO, M. I. Seed, Seedlings and Germination Morphology of Copaifera langsdorfii Desf. (Leguminosae-Caesalpinioideae). Cerne, Lavras 12: 322–328, 2006. JOHNS, J.; BARRETO, P.; UHL, C. Logging damage in planned and unplanned logging operations and its implications for sustainable timber production in the Eastern Amazon. Forest ecology and management, v.89, p.59-77, 1997. KILLEAN, T. J.; GARCIA, E.; BECK, S. G. (Ed.). Guia de arboles de Bolivia. La Paz: Herbário Nacional de Bolivia: St. Louis: Missouri Botanical Garden, 1993. 958p. LOPES, J. A.; LITTLE, E. L.; RITZ, G. F.; ROMBOLD, J. S.; HAHN, W. J. Arboles communes del Paraguay. Washington: Cuerpo de Paz, 1987. 425 p. MARIMON, B. S.; LIMA, E. de S. Caracterização fitofisionômica e levantamento florístico preliminar no Pantanal rio das Mortes-Araguaia, Cocalinho, Mato Grosso, Brasil. Acta Botânica Brasilica, São Paulo, v. 15, n. 2, p. 213-229, 2001. MARTHA JÚNIOR, G. B.; CONTINI, E.; NVARRO, Z. Caracterização da Amazônia Legal e macrotendências do ambiente externo. (Documentos / Embrapa Estudos e Capacitação, ISSN 2237-7298; n.01), 2011, p. 50. MARTINEZ-CROVETTO, R. Esquema fitogeografico de la provincial de Missiones (Republica Argentina). Bonplandia, v. 1, n. 3, p. 171-223, 1963. OIMT. 2006. Reseña anual y evaluación de la situación mundial de las maderas. 2006. Organización Internacional de las Maderas Tropicales. Yokohama, Japón. OIMT. 210 p. ROSETTI, C. F., O manejo florestal na Amazônia brasileira: a percepção do empresariado do polo madeireiro de Sinop/MT. Tese de doutorado em ciências florestais: UnB/Faculdade de Tecnologia, 2013, Brasília, 106 p. RUDD, V. E. Caesalpinioideae. In: Flora of Ceylon, Volume 7 (eds. M.D Dassanayake and FR Fosberg). Smithsonian Institution and National Science Foundation, Washington DC, USA, 1991. 8 SMERALDI, R.; VERÍSSIMO, A. Acertando o alvo: consumo de madeira no mercado interno brasileiro e promoção da certificação florestal. Belém: Amigos da Terra / Imazon / Imaflora, 1999. 42p. SOUZA, A. P.; MOTA, L. L.; ZAMADEI, T.; MARTIM, C. C.; ALMEIDA, F. T.; PAULINO, J. Classificação climática e balanço hídrico climatológico no estado de Mato Grosso. Nativa, Sinop, v. 01, n. 01, p. 34-43, 2013. VERÍSSIMO, A.; BARRETO, P.; MATTOS, M.; TARIFA, R.; UHL, C. Logging impacts and prospects for sustainable forest management in an old Amazon Frontier: the case of Paragominas. Forest ecology and management, v.55, p.169-199, 1992. VERÍSSIMO, A.; SOUZA Jr.; C., CELENTANO, D.; SALOMÃO, R.; PEREIRA, D. & BALIEIRO, C. 2006. Áreas para produção florestal manejada: Detalhamento do Macrozoneamento Ecológico Econômico do Estado do Pará. Relatório para o Governo do Estado do Pará. VIDAL, E.; BARRETO, P.; JOHNS, J.; GERWING, J.; UHL, C. Vine management for reduced-impacts logging in Eastern Amazon. Forest ecology and management, v.98, p.105-114, 1997. 6 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALBUQUERQUE, A. R. Anatomia comparada do lenho e do carvão aplicada na identificação de 76 espécies da floresta Amazônica, no estado do Pará - Brasil. Dissertação (mestrado) Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", Piracicaba, 2012, 249p. ALENCAR, J.C.; ALMEIDA, R.A. de; FERNANDES, N. P. Fenologia de espécies florestais em floresta tropical úmida de terra firme na Amazônia Central. Acta Amazônica, Manaus, v.9, n.1, p.163-198, 1979. 49 ALMEIDA, C. I. M.; LEITE, G. L. D.; ROCHA, S. L.; MACHADO, M. M. L. and MALDONADO, W. C. H., Fenologia e artrópodes de Copaifera langsdorffii Desf. no cerrado. [Phenology and arthropods of Copaifera langsdorffii in the cerrado]. Revista Brasileira de Plantas Medicinais [Brazilian Journal of Medicinal Plants] 8: 64–70, 2006. ALVES, E.S. & V. ANGYALOSSY-ALFONSO. 2000. Ecological trends in the wood anatomy of some Brazilian species. 1. Growth rings and vessels. IAWA Journal.21: 3--30. ALVES, E.S. & V. ANGYALOSSY-ALFONSO. 2002. Ecological trends in the wood anatomy of some Brazilian species. 1. Axial parenchyma, rays and fibres. IAWA Journal. 23: 391--418. AMOROZO, M.C.M. Algumas notas adicionais sobre o emprego de plantas e outros produtos com fins terapêuticos pela população cabocla do município de Barcarena, PA, Brasil. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, série botânica, v.9, n.2, 1993. ARAUJO, P.A. de M.; MATTOS FILHO, A. de. Estrutura da madeira de Goupia glabra Aubl. (GOUPIACEAE)* - (III). Arquivos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, v.19, p.149-153, 1973. ARCE, M. DE L. R. 1991. Notes on Albizia niopoides (Spruce ex Benth.) Burkart (Leguminosae: Mimosoidae). Kew Bulletin. 47: 699-702. BALÉE, W. Footprints of the Forest – Ka’apor ethnobotany – the historical ecology of Plant Utilization by an amazonian people. New York: Columbia University Press, 1994.369p. BAAS, P. 1973. The wood anatomical range in Ilex (Aquifoliaceae) and its ecological and phylogenetic significance. Blumea.21: 193--258. BAAS, P. 1982. Systematic, phylogenetic and ecological wood anatomy History and perspectives. In New perspectives in wood anatomy. Baas, P. (ed.) The Hangue Martinus Nijhof Publishers.23--58. BARBOSA, O. 1981. Características estruturais do lenho de Copaifera langsdorffi Desf. e Copaifera lucens Dwyer. Silvicultura, 15(16):23-26. BARETTA-KUIPERS, T. 1981. Wood anatomy of Leguminosae: its relevance to taxonomy. In Advances in legume systematics (R.M. Polhill & P.H. Raven, eds.). Royal Botanic Gardens, Kew. p. 677-715. BRASIL, Ministério das Minas e Energia. Departamento Nacional de Produção Mineral. Projeto RADAM. Folha SB.21 Tapajós; geologia, geomorfologia, solos, vegetação e uso potencial da terra. Rio de Janeiro, 1979. (Levantamento de recursos naturais, v. 07). BELINI, U.L.; TOMAZELLO FILHO, M.; CHAGAS, M.P.; DIAS, C.T.S. Caracterização da estrutura anatômica, densidade básica e morfologia de cavacos da madeira de Eucalyptus grandis para a produção de painéis MDF. Revista Árvore, Viçosa, v.32, n.4, p.707-713, 2008. 50 BROWN, N. 1993. The implications of climate and gapmicroclimate for seedling growth conditions in a Bornean lowland forest, Journal of Tropical Ecology 9:153-168. BUILES, C. R. Potencial dendrocronológico de árboles de lá Amazônia Colombiana. Tesis presentada como requisito parcial para optar al título de: Magíster en Estudios Amazónicos. Universidad Nacional de Colombia, Sede Amazonia, Leticia, Colombia, 2013, 108p. CARLQUIST, S. Ecological strategies of xylem evolution. Berkeley, University of California Press, 1975. CARVALHO, P. E. R., Comunicado Técnico – Farinha Seca, Albizia niopoides, ISSN 1517-5030 Colombo, PR Julho, 2009. NAHUZ, M. A. R.; MIRANDA, M. J. A. C.; YAMAMURA, P. K; PIGOZZO, R. J. B.; UOJO, T. Catálogo de madeiras brasileiras para a construção civil: IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo, 2013. CECCANTINI, G. Anatomia ecológica de espécies de cerrado e mata: Casearia sylvestris Sw. e Machaerium villosum Vog. 1996. 117f. Dissertação Mestrado em Cim villosum Vog. 1996. 11 DENSLOW, J.S. & HARTSHORN, G.S. 1994. Tree-fall Gap Environments and Forest Dynamics Processes. In La Selva: Ecology and Natural History of a Neotropical RainForest (L.A. Mcdade, K.S. Bawa, H.A. Hespenheide & G.S. Hartshorn, eds.). University of Chicago Press, Chicago, p.120-127. DOS SANTOS, S. R.; MARCHIORI, J. N. C. Tendências anatômicas na flora Sul-Rio-Grandense. 1- Elementos vasculares. BALDUINIA. n. 21, p. 01-14, 15-IV-2010 ESAU, K. 1974. Anatomia das plantas com sementes. Editora da Universidade de São Paulo, São Paulo. GARCIA, L.C.; LIMA, D. de. Fenologia reprodutiva de espécies florestais da Amazônia. Manaus: Embrapa Amazônia Oriental, 1998, 2p. (Embrapa Amazônia Oriental). GASSON. 1994. Wood anatomy of the tribe Sophoreae and related Caesalpinioideae and Papilionoideae. In Advances in legume systematic (I. K. Ferguson & S. Tucker, eds.). p. 165-203. GUERRA, M. E. C.; Filho; and GALLÃO, M. I. Seed, Seedlings and Germination Morphology of Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae-Caesalpinioideae). Cerne, Lavras 12: 322–328, 2006 GONÇALVES, M. P. M.; COFFLER, R.; CARVALHO, A. M. de; GARCIA, R. A. Variação radial da densidade básica e comprimento das fibras da madeira de Tectona grandis L. FLORAM, v.14, n.1, p. 70 - 75, 2007. HUBBELL, S.P. & FOSTER, R.B. 1986. Canopy gaps and thedynamics of a neotropical forest. In Plant Ecology (M. J. Crawley, ed.). Blackwell Scientific, Oxford, p.77-96. 51 HIRAI, E. H.; CARVALHO, J. O. P. de; PINHEIRO, K. A. O., Comportamento populacional de cupiúba (Goupia glabra Aubl.) em floresta de terra firme na fazenda Rio Capim, Paragominas (PA), Rev. ciênc. agrár. Belém, n. 47, p. 89-101, 2007. INSTITUTO DE PESQUISAS TECNOLÓGICAS DO ESTADO DE SÃO PAULO - IPT Fichas de Características das Madeiras Brasileiras. 2ª ed. São Paulo: IPT, 1989a. 418p. (publicação IPT No 1791). INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS – IBAMA. Madeiras Tropicais Brasileiras. Brasília: IBAMA-LPF, 1997a. 152p. JACOME, R.R.; QUEIROZ, W.T. de; BARROS, A.V. de. Analise estrutural de uma área florestal situada no planalto de Curuá-Una, Pará. In: SEMINARIO DE INICIACAO CIENTIFICA DA FCAP, 9; SEMINARIO DEINICIACAO CIENTIFICA DA EMBRAPA AMAZONIAORIENTAL, 3. 1999, Belém. Resumos... Belém: FCAP, 1999. p. 277-279. JOHNS, J. S.; BARRETO, P.; UHL, C. Os danos da exploração de madeira com e sem planejamento na Amazônia Oriental. Série Amazônia, Belém: IMAZON, n. 16, 1998. 42p. LACOSTE, J. F. & ALEXANDRE, D. Y. Le goupi (Goupia glabra Aubl), essence forestière d’avenir en Guyane: analyse bibliographique. Ann Sci For (1991) 48, 429-441, Elsevier/INRA LE COINTE, P. Árvores e plantas úteis (indígenas e aclimadas): nomes vernáculos e nomes vulgares, classificação botânica, habitat, principais aplicações e propriedades. 2.ed. São Paulo: Companhia editora Nacional, 1947. 506p. LENS F., LUTEYN, J.L., SMETS, E., JANSEN, S. 2004. Ecological trends in the wood anatomy of Vaccinioideae (Ericaceae s.l.). Flora 199: 309--319. LEÓN, W. J. Anatomía de madera en 31 especies de la subfamilia Mimosoideae (Leguminosae) en Venezuela. Revista Colombia Florestal, vol. 11, 113 – 135, diciembre, 2008. LIMA, I. L de; Garcia, R; LOUGUI, E. L.; FLORSHEIM, S. M. B. Dimensões anatômicas da madeira de Tectona grandis Linn. Em função do espaçamento e da posição radial do tronco. SCIENTIA FORESTALIS, Piracicaba, v. 39, n. 89, p. 061-068, mar. 2011 LOUREIRO, A. A.; SILVA, M. F. da; ALENCAR, J.C. Essências madeireiras da Amazônia. Manaus: Conselho nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, 1977. 265p. (Trabalho não Publicado). LOUREIRO, A.; SILVA, M. F.; ALENCAR, J. da C. Essências madeireiras da mazônia. Manaus: INPA, 1979. v. 1, p. 142-145. LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil. Nova Odessa: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 1998. v.2. 52 MAINIERI, C. & CHIMELO, J.P. 1989. Fichas de características das madeiras brasileiras. Companhia de Promoção de Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de São Paulo, São Paulo. MALAN, F.S. Eucalypts improvement for lumber production. In: Seminário internacional e utilização da madeira de eucalipto para serraria, São Paulo, 1995. Anais… Piracicaba: IPEF; IPT;IUFRO;ESALQ, 1995. p.1-19. MARCATI, C. R.; ANGYALOSSY-ALFONSO, V.; BENETATI, L. Anatomia comparada do lenho de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae-Caesalpinoideae) de floresta e cerradão. Revista Brasileira de Botânica, v.24, n.3, p. 311-320, 2001. MARENGO, J. A. On the hydrological cycle of the Amazon basin: a historical review and current state-of-the-art. Revista Brasileira de Meteorologia, v.21, n.3, 1-19, 2006. MATTOS, P. P. Identificação de anéis anuais de crescimento e estimativa de idade e incremento anual em diâmetro de espécies nativas do Pantanal de Nhecolândia, MS. Tese da Pós-Graduação da UFPR, 1999, 128p. MELO JÚNIOR, J. C. F.; CECCANTINI, G.; BONA, C. Anatomia ecológica do lenho de Copaifera langsdorffii Desf. (Leguminosae) distribuída em diferentes condições edáficas do cerrado sul-brasileiro. Iheringia, Porto Alegre, v. 66, n.2, p. 189-200, 2011. METCALF, C. R. & CHALK, L. 1989. Anatomy of the dicotyledons. Wood structure and conclusion of the general introduction. Oxford University Press, Oxford. 297 p. ORIANS, G.H. 1982. The influence of tree-falls in tropical forestin tree species richness. Tropical Ecology 23:255-279. PARROTA, J.A.; FRANCIS, J.K.; ALMEIDA, R.R. Trees of the Tapajos: a photographic field guide. Rio Piedras: International Institute of Tropical Forestry, 1995. 370p. (IITF. General Technical Report). PAVIANI, T. I. 1977. Estudo morfológico e anatômico de Brasília sickii G. M. Barroso II: anatomia da raiz, do xilopódio e do caule. Revista Brasileira de Biologia, 37(2):307-324. PAVIANI, T. I. 1978. Anatomia vegetal e cerrado. Ciência e Cultura, São Paulo. p. 1076-1086. PEREIRA JR., R.; ZWEEDE, J.; ASNER, G. P.; KELLER, M. Forest canopy damage and recovery in reduced-impact and conventional selective logging in eastern Para, Brazil. Forest Ecology and Management, n. 5778, p. 1–13, 2002. POCKMAN, W.T. & J.S. SPERRY. 2000. Vulnerability to xylem cavitation and the distribution of Sonoran Desert vegetation. American Journal of Botany.87: 1287--1299. POTT, A. E POTT, V.J. Plantas do Pantanal. Corumbá: EMBRAPA - SPI, 1994. RAMOS, L. M. A.; LATORRACA, J. V. F.; PASTRO, M. S.; SOUZA, M. T. de; GARCIA, R. A.; CARVALHO, A. M. de. Variação radial dos caracteres anatômicos da madeira de 53 Eucalyptus grandis W. Hill Ex Maiden e idade de transição entre lenho juvenil e adulto. SCIENTIA FORESTALIS, Piracicaba, v. 39, n. 92, p. 411-418, dez. 2011. REVILLA, J. Plantas úteis da bacia amazônica. Manaus: INPA/SEBRAE, 2002. v.1. RIBEIRO, B.G. Dicionário do artesanato indígena. Belo Horizonte: Itatiaia, 1988. 343p. (Coleção Reconquista do Brasil. 3. Série especial, v. 4). RIOS, M. N. S.; VIANA, C. A. S.; PAIVA, A. O.; JARDIM, C. V.; ROCHA, N. M. S.; PINAGE, G. R.; ARIMORO, O. A. S.; SUGANUMA, E.; GUERRA, C. D.; ALVEZ, M. M.; PASTORE, J. F. Plantas da Amazônia: 450 espécies de uso geral. Brasília: Universidade de Brasília, Biblioteca Central, 2011.3140 p: il. ROQUE, R.M.; TOMAZELLO FILHO, M. Variação radial da estrutura anatômica do lenho de árvores de Gmelina arborea em diferentes condições de clima e de manejo na Costa Rica. Scientia Forestalis, Piracicaba, v.37, n.83, p.273-85, 2009. ROCHA, F.T.; FLORSHEIM, S.M.B.; COUTO, H.T.Z. Variação das dimensões dos elementos anatômicos da madeira de árvores de Eucalyptus grandis Hill ex Maiden aos sete anos. Revista Instituto Florestal, São Paulo, v.16, n.1, p.43-55, 2004. RUDD, V.E. Caesalpinioideae. In: Flora of Ceylon, Volume 7 (eds. M.D Dassanayake and FR Fosberg). Smithsonian Institution and National Science Foundation, Washington DC, USA, 1991. RUSCHEL, A.R. et al. Evolução do uso e valorização das espécies madeiráveis da floresta estacional decidual do Alto-Uruguai, SC. Ciência Florestal, Santa Maria, v.13, n.1, p.153-166,2003. SAMPAIO, P.T.B. Copaíba. In: CLAY, W; SAMPAIO, P.T.; CLEMENT, C.R. Biodiversidade amazônica: exemplos e estratégias de utilização, por Manaus: [INPA],2000. p. 207-215, 2000. SANTINI JÚNIOR, L. Descrição macroscópica e microscópica da madeira aplicada na identificação das principais espécies comercializadas no Estado de São Paulo - Programas "São Paulo Amigo da Amazônia" e "Cadmadeira". Dissertação (mestrado) Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", Piracicaba, 2013, 272p. SCUDELLER, V. V.; BARBOSA, K. S.; SANTOS-SILVA, E. N. Distribuição das espécies do gênero Copaifera l. na Amazônia Legal e aspectos morfológicos de C. multijuga Hayne da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Tupé, Manaus-Am. Biotupé: Meio Físico, Diversidade Biológica e Sociocultural do Baixo Rio Negro, Amazônia Central volume 2, UEA Edições, Manaus, 2009. SOUZA, J. P. B., Copaifera langsdorffii: estudo fitoquímico, validação de métodos cromatográficos e análise sazonal, 2011, 179 p.; 30 cm – Tese de Doutorado. SCHULTES, R.E.; RAFFAUF, R.F. The healing forest: medicinal and toxic plants of thenorthwest Amazonia. Portland: Dioscorides Press, 1990. 483p. (Historical, Ethno & Economic Botany Series. v.2). 54 SHIMOYAMA, V.R. de S. Estimativas de propriedades da madeira de Pinus taeda através do método não destrutivo emissão de ondas de tensão, visando à geração de produtos de alto valor agregado. 2005. 151f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2005. SOUSA, M. A. R de. Anatomia ecológica do lenho de árvores de Mora paraensis (Ducke) Ducke ocorrentes em várzea estuarina no Estado do Amapá. Dissertação (Mestrado) - Fundação Universidade Federal do Amapá, Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical, 2011, 88f. TREVISOR, T. T., Anatomia comparada do lenho de 64 espécies arbóreas de ocorrência natural na floresta tropical amazônica no estado do Pará. Dissertação (Mestrado) – Escola superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba, 2011, 214 p. TRUGILHO, P. F.; LIMA, J. T.; MENDES, L. M. Influência da idade nas características físico-químicas e anatômicas da madeira de Eucalyptus saligna. CERNE (UFL), v. 2, n.1, p. 94-111, 1996. VENTURIN, P. et al. 1996. Fertilização de plântulas de Copaifera Langsdorffii (óleo copaíba). Revista Cerne, 2(2): 31-47. VITAL, B.R. 1984. Métodos de determinação de densidade da Madeira. Viçosa, UFV. VOIGT, A.R.A. Anatomia comparada do lenho da espécie Caryocar brasiliense camb. (Caryocaraceae) em áreas de cerrado no sudeste e centro-oeste do brasil. Dissertação (Mestrado em Botânica) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2009. VOZZO, J.A., Tropical Tree Seed Manual. USDA Forest Service, Washington, D.C.2002. WHEELER, E. A. & BASS, P. 1991. A survey of the fossil record for dicotyledonous wood and its significance for evolutionary and ecological wood anatomy. IAWA Bulletin, 2:3-24. ZIMMERMANN, M.H. 1983. Xylem structure and the ascent of sap. Springer, Berlin Heidelberg, New York. ZOBEL B.; B.VAN BUIJTENEN Wood variation: its causes and control. Nova York: Spring-Verlag, 1989. 363p.por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectTree Growth Ringseng
dc.subjectCopaiba Treeeng
dc.subjectClimate Variabilityeng
dc.subjectAnéis de Crescimentopor
dc.subjectCopaíbapor
dc.subjectVariações Climáticaspor
dc.subject.cnpqCiências Agráriaspor
dc.titleCrescimento e propriedades da madeira de Copaifera langsdorffii Desf. sob regime de manejo florestalpor
dc.title.alternativeGrowth and wood properties of Copaifera langsdorffii Desf. under forest management regimeeng
dc.typeTesepor
Appears in Collections:DOUTORADO EM CIÊNCIAS AMBIENTAIS E FLORESTAIS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2016 - Jair Figueiredo do Carmo.pdf2016 - Jair Figueiredo do Carmo2.18 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.