???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/3654
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCastro, Maria Christina Ferreira de Oliveira-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9222318921872051por
dc.contributor.advisor1Freitas, Daniela De Grandi Castro-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7660606630237141por
dc.contributor.advisor-co1Pereira, Maria Marlucia Gomes-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8229632469904644por
dc.contributor.referee1Barbosa, Maria Ivone Martins Jacintho-
dc.contributor.referee2Alvarenga, André Luis Bonnet-
dc.date.accessioned2020-06-23T13:33:19Z-
dc.date.issued2012-09-06-
dc.identifier.citationCASTRO, Maria Christina Ferreira de Oliveira. Boas práticas agropecuárias aplicadas no processo de ordenha para produtores de leite da região dos Cocais - MA. 2012. 109 f. Dissertação (Programa de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica.por
dc.identifier.urihttps://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/3654-
dc.description.resumoEste trabalho tem por objetivo realizar o diagnóstico do processo de ordenha do leite produzido e comercializado no município de Codó, MA, Região dos Cocais. Foram estudadas cinco propriedades que fazem parte da Associação dos Produtores de Leite de Codó – APLEC. O estudo foi realizado tendo em vista a instrução normativa nº 62/2011, publicada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por intermédio do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA). Objetiva-se ainda identificar as principais dificuldades para a adequação dos produtores de leite do município de Codó à Instrução Normativa nº 62/2011. Para isso, foram realizadas entrevistas estruturadas, com questões abertas e fechadas, com produtores de leite e aplicação de lista de verificação nas propriedades, baseada na RDC n° 275/02 da ANVISA. Foram realizadas visitas para o diagnóstico das propriedades, utilizando lista de verificação para avaliar a infraestrutura, manejo e higiene de equipamentos e a higiene de manipuladores, e questionários contendo questões para determinar o perfil socioeconômico dos produtores e ordenhadores, e questões voltadas à produção e manejo da propriedade. Após a constatação de itens não conformes foi realizada capacitação em boas práticas de ordenha, higiene do ordenhador e higiene animal para os ordenhadores, por meio de aula expositiva e dialogada, e uso de banners. Os resultados revelaram que em relação às conformidades com a legislação brasileira, as propriedades produtoras de leite foram classificadas como deficientes. A capacitação dos manipuladores resultou em mudanças significativas de comportamento, porém o processo de educação e aprendizado dever ser contínuo, pois firma-se como importante ferramenta para o alcance da qualidade do leite. Os resultados também apontam para a adoção de medidas corretivas a curto e a médio prazo, dentre elas sugere-se a implantação do Manual de BPA, para obtenção de alimento seguro.por
dc.description.abstractThis paper aims to make a diagnosis of the milking process milk produced and sold in the city Codó, MA, Region Cocais. We studied five properties that are part of the Association of Milk Producers of Codó - Aplec. The study was conducted in view of the normative instruction No. 62/2011, published by the Ministry of Agriculture, Livestock and Supply (MAPA), through the Department of Inspection of Animal Products (DIPOA). Another goal is to identify the main difficulties for the adequacy of milk producers in the municipality of Codó to Instruction No. 62/2011. Thus, we conducted structured interviews with open and closed questions, with milk producers and application checklist on the properties, based on RDC n ° 275/02 of ANVISA. Visits were made to diagnose the properties, using a checklist to evaluate the infrastructure, management and hygiene equipment and hygiene of food handlers, and questionnaires containing questions to determine the socioeconomic profile of farmers and milkers, and questions related to the production and management of property. After finding items not complying training was done in good milking practices, hygiene and animal hygiene for milker milkers, through lecture and dialogued, and use of banners. The results revealed that in relation to compliance with Brazilian legislation, the milk-producing properties were classified as disabled. The training of handlers resulted in significant changes in behavior, but the process of education and learning must be continuous because the firm is an important tool to achieve quality milk. The results also point to the adoption of corrective measures in the short and medium term, among them suggest the deployment of the Manual of BPA to obtain food safeeng
dc.description.provenanceSubmitted by Celso Magalhaes (celsomagalhaes@ufrrj.br) on 2020-06-23T13:33:19Z No. of bitstreams: 1 2012 - Maria Christina Ferreira de Oliveira Castro.pdf: 2128893 bytes, checksum: d541af9adc96b3434398e1faa9d9b540 (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2020-06-23T13:33:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012 - Maria Christina Ferreira de Oliveira Castro.pdf: 2128893 bytes, checksum: d541af9adc96b3434398e1faa9d9b540 (MD5) Previous issue date: 2012-09-06eng
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttps://tede.ufrrj.br/retrieve/60838/2012%20-%20Maria%20Christina%20Ferreira%20de%20Oliveira%20Castro.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal Rural do Rio de Janeiropor
dc.publisher.departmentInstituto de Tecnologiapor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFRRJpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentospor
dc.relation.referencesALMEIDA, P. M. P.; FRANCO, R. M. Avaliação bacteriológica de queijo tipo Minas Frescal com pesquisa de patógenos importantes à saúde pública: Staphylococcus aureus, Salmonella sp e coliformes fecais. Revista Higiene Alimentar, São Paulo, v. 17, n.111. p. 79-85. Ago. 2003. AGNESE, A. P.; NASCIMENTO, A. M. D.; VEIGA, F. H. A.; PEREIRA, B. M.; OLIVEIRA,V. M. Avaliação físico-química do leite cru comercializado informalmente no Município de Seropédica – RJ. Revista Higiene Alimentar, v.16, n. 94. p. 58-61, 2002. ANDRADE, N. J.; MACÊDO, J. A. B. Higienização na Indústria de Alimentos. São Paulo: Livraria Varela, 1996. APLEC. Associação dos Produtores de Leite de Codó, Maranhão. Dados do laboratório. 2012. ASSIS, E. M.; FARIA, M. G.; RODRIGUES, F. C. Qualidade do leite e efeitos de seu consumo sobre a saúde. Revista Higiene Alimentar, São Paulo, v.21, n. 156, p.47, nov./2007. BALLARINI, G. O leite e a vida. Um grande alimento da história do homem. Itália: Almicare Pizzi. 207 p. 1994. BONASSI, A. T. Métodos atuais e modernos para análise de leite e derivados. Revista do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, v. 39, n. 235, p. 17-22, 1984. BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n°1428 de 26 de novembro de 1993. Dispõe sobre o controle de qualidade na área de alimentos. Diário Oficial da União, Brasília, DF, p. 18415- 9, 2 dez. 1993. Seção I. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/legis/portarias /1428_93.htm>. Acesso em: 10 jun. 2012. ______, MAPA, Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal – RIISPOA, 1996. Disponível em: < http://www.agricultura.gov.br/arq_editor/file /Aniamal/MercadoInterno/Requisitos/RegulamentoInspecaoIndustrial.pdf>. Acesso em: 10 jun. 2012. ______. Ministério da Saúde. Portaria no326, de 30 de julho de 1997a. Aprova o regulamento técnico Condições Higiênico-Sanitárias e de Boas Práticas de Fabricação para Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1 ago. 1997a. Seção I. Disponível em: <http://www. anvisa.gov.br/legis/ portarias/326_97.htm>. Acesso em: 02 jun. 2012. ______. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Portaria nº 368 de 04 de setembro de 1997b. Regulamento técnico sobre as condições higiênico-sanitárias e boas práticas de fabricação para estabelecimentos produtores e industrializadores de alimentos. Disponível em: <http: //ww.abima.com .br/.../13_47_instr_norm_6_01_leg_ alim_nac.pdf> . Acesso em: 24 jun. 2012. 34 ______. Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância Sanitária. Portaria nº 451, de 19 de setembro de 1997c. Regulamento Técnico Princípios Gerais para o Estabelecimento de Critérios e Padrões Microbiológicos para Alimentos. Diário Oficial da União, Brasília, 22/09/97, seção I, p. 21005-21012, 1997. ______. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Resolução – RDC nº12, de 02 de janeiro de 2001. Regulamento técnico sobre padrões microbiológicos para alimentos. Diário Oficial da União, Brasília, 10/01/01, nº 7, seção I, p. 45-53, 2001. ______. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal. Instrução Normativa nº 51, de 18 de setembro de 2002a. Coleta de leite cru refrigerado e seu transporte a granel. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, n. 172, p. 8-13, 20 de set. 2002a. Seção I. ______. Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA. Resolução – RDC no 275, de 21 de outubro de 2002b. Dispõe sobre o Regulamento Técnico de Procedimentos Operacionais Padronizados aplicados aos Estabelecimentos Produtores /Industrializadores de Alimentos e a Lista de verificação das Boas Práticas de Fabricação em Estabelecimentos Produtores/Industrializadores de Alimentos. Disponível em: <http://elegis.bvs.br/leisref/public/showAct.php?mode=PRINT_VERSI ON&id=8134>. Acesso em: 20 mar. 2012. ______. Ministério da Saúde – RDC nº 10 de 22 de maio de 2003a. Programa Genérico de Procedimento Padrão de Higiene Operacional – PPHO, a ser utilizado nos Estabelecimentos de Leite e Derivados que funcionam sob o regime de Inspeção Federal, como etapa preliminar e essencial dos Programas de Segurança Alimentar do tipo APPCC (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle). Diário Oficial da União, Brasília, DF, 28 de maio de 2003. Seção 1, p.4-5. Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/legis/resol/.../840_03re. htm>. Acesso em 22 jun. 2012. ______. Ministério da Agricultura. Instrução Normativa no62, de 26 de agosto de 2003b. Métodos Analíticos Oficiais para Análises Microbiológicas para controle de Produtos de origem animal e de Água. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 ago. 2003b, p. 39. ______. Ministério do Desenvolvimento Agrário. Sistema de Informações Territoriais. Territórios Rurais. Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável. São Luis, MA. 2010. Disponível em: < http://sit.mda.gov.br/download/ptdrs/ptdrs_qua_territorio 034.pdf>. Acesso em: 30 ago. 2012. ______. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal. Instrução Normativa nº 62, de 29 de dezembro de 2011a. Aprovar o Regulamento Técnico de Produção, Identidade e Qualidade do Leite tipo A, o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Leite Cru Refrigerado, o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade de Leite Pasteurizado e o Regulamento Técnico da Coleta de Leite Cru Refrigerado e seu Transporte a Granel, em conformidade com os Anexos desta Instrução Normativa. Disponível em: <http://www.sindilat.com.br/gomanager/arquivos /IN62_2011(2).pdf>. Acesso em: 20 de mar. de 2012. 35 ______. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Notícia Atualização, Brasília, DF, 2011b. Disponível em: <http://www.agricultura.gov.br/comunicacao /noticias/2011/12/ publicada-in-que-altera-normas-de-producao-de-leite>. Acesso em 20 mar. 2012. CAMPOS, V. F. TQC: Controle de qualidade total (no estilo japonês). Rio de Janeiro: Bloch Editores, 1992. 219 p. CAP-Lab. Disponível em:< http://www.caplab.com.br/index.php?pg=detproduto&mn=2&dis =2&cd=2&pro=723>. Acesso em: 20 mar. 2012. CARDOSO, L.; ARAÚJO, W. M. C. Parâmetros de qualidade em leite comercializados no Distrito Federal, no período 1997-2001. Revista Higiene Alimentar, São Paulo, v. 17, n. 114-115, p. 34-40, 2003. CARVALHO FILHO, D. C.; PECCI, A.; RAMOS, I. A influência do racionamento de energia elétrica sobre a qualidade das refeições servidas em restaurantes de comida a peso em Salvador/ Bahia. Revista Higiene Alimentar, v. 17, n. 114/115, p. 41-45, 2002. CAVALLI, S. B. Segurança alimentar: A abordagem dos alimentos transgênicos. Revista de Nutrição, v.14, supl., p. 41-46, 2001. Disponível em:< http://www.scielo.br>. Acesso em: 20 de mar. de 2012. CERQUEIRA, M. M. O. P.; SOUZA, M. R.; SENA, M. J.; LEITE, M. O.; PENNA, C. F. A. M. Fatores determinantes na qualidade do leite: estudo de uma indústria de laticínio. Revista do Instituto de Laticínio Cândido Tostes, v. 54, n. 309, p.241-245, 1999. CLEARY, H. P. Health education: the role and functions of the specialist and generalist. Revista Saúde Pública, São Paulo, v. 22, n. 1, p. 64-72, 1988. COLEMAN, P.; GRIFFITH, C.; BOTTERRIL, D. Welsh characters: exploratory study of attitudes towards safe foods handlings in hospitality industry. Hospitality Management. v. 19, p. 145 – 157, 2000. COSTA, E. Q.; LIMA, E. S.; RIBEIRO, V. M. B. O treinamento de merendeiras: análise do material instrucional do Instituto de Nutrição Annes Dias – Rio de Janeiro (1956 – 94), História, Ciências e Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 9, n. 3, 535 – 60, 2002. COUSIN, M. A.; BRAMLEY, A. J. The microbiology of raw milk. In: ROBINSON, R. K. Dairy microbiology. New York: Applied Science, 1981. v. 1, p. 119-163. EHIRI, J. E.; MORRIS, J. P. Food safety control e strategies: a critical review of traditional approaches. Int. J. Environ. Health Res., v. 4, p. 254 – 263, 1994. EMBRAPA, Elementos de apoio para boas práticas agropecuárias na produção leiteira. – 2. ed., rev., atual. – Brasília, DF: Campo PAS, 2005a. EMBRAPA, Boas práticas agropecuárias na produção leiteira – Parte I – Brasil, DF: Embrapa Transferência de Tecnologia, 2005b. 36 EMBRAPA. Produção de leite. Disponível em: ˂ http://www.cnpgl.embrapa.br/nova /informações/estatísticas/produção/tabela040.php˃. Acesso em: 10 de jul. de 2011. FAO. Food and Agriculture Organization-Fao/World Health Organizaton. Codex Alimentarius Commission. Food hygiene texts. Hazard Analysis and Critical Control Point (HACCP) system and guidelines for its application. Roma, 1997. FAO. FAOSTAT. Disponível em: ˂ http://faostat.fao.otg/site/339/default.aspx˃. Acesso em: 10 jul. de 2011. FAO. Guia de Boas Práticas Agrícolas na Produção de Leite. 2004. Disponível em: < http://www.anilact.pt/documentos/fenalac002.pdf>. Acesso em 20 jun. 2012. FONSECA, L. F. L. Qualidade do leite e sua relação com equipamento de ordenha e sistema de resfriamento. In: Simpósio internacional sobre qualidade do leite, 1., 1998, Curitiba, PR. Anais... Curitiba: [s.n.], 1998. p. 54-56. FONSECA, L. F. L.; SANTOS, M. V. Qualidade do leite e controle da mastite. São Paulo: Lemos Editorial, 175 p, 2000. FONSECA, F. L. F. Pagamento por qualidade: situação atual e perspectivas para o setor lácteo brasileiro – parte 1. 2001. Disponível em: <http://milkpoint.com.br/mn/utils/print. asp?id_artigo=1209>. Acesso em: 20 mai. 2012. FRANCO, R. M.; CAVALCANTE, R. M. S.; WOOD, P. C. B.; LORETTI, V. P.; GONÇALVES, P. M. R.; OLIVEIRA L. A. T. Avaliação da qualidade higiênico-sanitária de leite e derivados. Higiene Alimentar, São Paulo, v. 14, n. 68/69, p. 70-74, 2000. FRANCO, B. D. G.; LANDGRAF, M. Microbiologia dos Alimentos. São Paulo: Atheneu, 1996. 182 p. FRAZIER, W.C.; WESTHOFF, D.C. Microbiologia de los alimentos. 4. ed. Zaragoza: Acribia, 1993. 667 p. FROTA, I. M. A.; SOUSA, F. G. C.; LIMA, F. W. C.; CHAPAVAL, L. Análise microbiológica de mãos de ordenhadores de cabras leiteiras no início, meio e final da ordenha. VII Encontro de Iniciação Científica da Universidade Estadual Vale do Acaraú. Sobral – CE. 2005. GALTON, D. M.; PETERSON, L. G.; MERILL, W. G. Effects of premilking udderpreparation practices on bacterial counts in milk ando n teats. Journal of Dairy Science. v. 69, p. 260-266, 1986. GERMANO, M. I. S.; GERMANO, P. M. L.; KAMEL, C. A. K.; ABREU, E. S.; RIBEIRO, E. R.; SILVA, K. C.; LAMARDO, L. C. A.; ROCHA, M. F. G.; VIEIRA, V. K. L.; KAWASAKI, V. M. Manipuladores de alimentos: capacitar? É preciso. Regulamentar? Será preciso? Revista Higiene Alimentar, v. 14, n. 78/79, p. 23-26, 2000. GOMES, V.; SCALZO, A. L.; OJAS, J. BARDELA, F.; GOULART, S. L. Qualidade do leite de vacas Jersey: contagem de céllulas somáticas, Califórnia mastite test – CMT, gordura, 37 proteína, lactose e sólidos totais. Revista Científica Eletrônica de Medicina Veterinária – INSS 1679-7353. Periodicidade semestral. 3 ed. jul. de 2004. GOUNOT, A. M. Psychrophilic and psychrotrophic microrganisms. Nederlands Melk em Zuiveltijids, Chicago, n. 42, p. 1192-1197. 1986. GUERREIRO, P. K;, MACHADO, M. R. F.; BRAGA, G. C.; GASPARINO, E.; FRANZENER, A. S. M. Qualidade Microbiológica de Leite em Função de Técnicas Profiláticas no Manejo de Produção. Ciênc. agrotec., Lavras, v. 29, n. 1, p. 216-222, jan/fev. 2005. GUIA, para elaboração do plano APPCC; geral. 2. ed. Brasília, SENAI/DF, 2000. 301 p. GUILHERMINO, M. M. O uso da informação na tomada de decisão de manejo para bovinos leiteiros. Nova Odessa: Instituto de Zootecnia, 2003. (Boletim Técnico, 45. Série Tecnologia Apta). GUIMARÃES, R. Importância da matéria-prima para a qualidade do leite fluido de consumo. Revista Higiene Alimentar, São Paulo, v. 16, n. 102-103, p 25-34, 2002. GUIMARÃES, A. C. Construção e organização do manual de Boas Práticas de Fabricação (BPF) para o Laticínio do Cefet de Urutaí, GO. Seropédica: UFRRJ. Dissertação de Mestrado em Educação Agrícola. 2005, 211 p. HOOTEN, F. W. A brief history of FDA good manufacturing practices. Medical Device & Diagnostic Industry Magazine, 1996. Disponível em: < http://www. devicelink.com/mddi /archive/96/05/015.html>. Acesso em: 10 de jun. de 2011. HOFFMANN, F. L.; CRUZ, C. H. G.; VINTURIM, T. M.; FAZIO, M. L. S. Microbiologia do leite pasteurizado tipo C comercializado na região de São José do Rio Preto -SP. Higiene Alimentar, São Paulo, v. 13, n. 65, p. 51-54, 1999. IBARRA, A. A., Sistema de pagamento do leite por qualidade. visão global. In: DURR, J. W; CARVALHO, M. P. de; SANTOS, M. V. dos. (Org). O compromisso com a qualidade do leite no Brasil. Passo Fundo, RS. Universidade de Passo Fundo, 2004, Cap. 4, p. 72-86. SILVA, W. P.; GANDRA, E. A. Estafilococos coagulase positiva: Patógenos de importância em alimentos. Revista Higiene alimentar. São Paulo - v. 18, n. 122, p.32-40, 2004. IBGE.Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2010 Disponível em: <http://www.ibge .gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun =210330>. Acesso em 20 de mai. de 2012 JAY, J. M. Microbiologia dos alimentos, Porto Alegre: Artmed, 2005. MENDES, M. H. A. F. Produção Higiênica do leite: boas práticas agrícolas. Programa de pósgraduação Lato sensu. Especialização em higiene e inspeção de produtos de origem animal. Universidade Castelo Branco. Brasília DF. 2006. Disponível em: <http://qualittas .com.br/uploads/documentos/Producao%20Higienica%20do%20Leite%20-%20Marcelo%20 Henrique%20Atta%20Figueira%20Mendes.PDF>. Acesso em: 10 jun. 2012. 38 NASCIMENTO, S. P.; RASZL, S. M. Estudo da correlação entre o grau de conformidade às BPA e a segurança do leite. E-Tech:Tecnologia para a Competitividade Industrial, SENAI, Florianópolis, n. esp. Alimentos, p. 69-85, 2012. NERO, L. A.; VIÇOSA, G. N.; PEREIRA, F. E. V. Qualidade microbiológica do leite determinada por características de produção. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, v.29, n.2, p.386-390, abr./jun. 2009. NICOLAU, E. S.; MESQUITA, A. J.; BORGES, G. T. Staphylococcus aureus no processamento de queijos mussarela: detecção e avaliação da origem das linhagens isoladas. Higiene Alimentar, São Paulo, v. 18, n. 125, p. 51-56, 2004. NÖRNBERG, M. F. B. L. Atividade proteolítica, aderência e produção de biofilmes por microrganismos psicrotróficos em leite bovino. 2009. 89 f. Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, 2009. OLIVAL, A. A., SPEXOTO, A. A., MANO, G. B., SANTOS, M. V. Avaliação das limitações para melhoria da qualidade do leite na região de Pirassununga – SP. Revista Ciência em Extensão. p. 171 -183, 2002. OLIVEIRA, M. T. B. A ambigüidade da extensão rural universitária e as acusações de técnicos. Revista de Economia e Sociologia Rural, v. 31, n.2, p. 103 – 124, 1993. OLIVEIRA, A. M.; GONÇALVES, M. O.; SHINOHARA, N. K. S.; STAMFORD, T. L. M. Manipuladores de alimentos: um fator de risco. Revista Higiene Alimentar, v. 17, n. 114/115, p. 12-19, 2003. ORDÓNEZ, J. A. Tecnologia de Alimentos. Porto Alegre: Artmed, 2005. Volumes 1 e 2. PADILHA, M. R. F.; FERNANDES, Z. F. Avaliação da qualidade higiênico-sanitária do leite tipo C comercializado no Recife-PE. Revista Higiene Alimentar, São Paulo, v. 13, n. 61, p. 105-109, 1999. PRATA, L. F. Fundamentos de ciência do leite. São Paulo: Unesp, 1998. 119 p. PICININ, L. C. A qualidade do leite e da água de algumas propriedades leiteiras de Minas Gerais: 2003. 89 f. Dissertação de Mestrado – Universidade de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2003. PINNA, M. H.; LIZIEIRE, R. S. Leite de qualidade. Revista do Conselho Federal de Medicina Veterinária, Brasília, v. 21, p. 47-51, 2000. PIRAGINE, K. O. Aspectos higiênicos e sanitários do preparo da merenda escolar na rede estadual de ensino de Curitiba. Dissertação de mestrado. Curitiba, Universidade Federal do Paraná, 2005. PORTUGAL, J. A. B.; NEVES, B. S.; OLIVEIRA, A. C. S.; SILVA, P. H. F.; BRITO, M. A. V. P. Segurança alimentar na cadeia de leite. Juiz de Fora: EPAMIG/CT/ILCT, Embrapa Gado de Leite, 2002. 226p. 39 QUEIROZ, V. M.; ANDRADE, H. V.; Importância das ferramentas da qualidade bpf/appcc no controle dos perigos nos alimentos em um laticínio. 2010. Disponível em: < http://www.fazu.br/ojs/index.php/posfazu/article/viewFile/342/248>. Acesso em: 20 de mai. de 2012. RIBEIRO-FURTINI, L. L.; ABREU, L. R. Utilização de APPCC na indústria de alimentos. Ciênc. agrotec., Lavras, v. 30, n. 2, p. 358-363, mar./abr., 2006. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cagro/v30n2/v30n2a25.pdf>. Acesso em: 20 jun. 2012. ROQUE, R. A.; SCHUMACHER, S. S. P.; PAIVA, P. C. Quantificação de microrganismos psicrotróficos em leites pasteurizados tipos B e C, comercializados na cidade de São Paulo - SP. Revista Higiene Alimentar, v. 17, n. 112, p. 59-68, set. 2003. SANTILI, A. B. N.; PAIVA, M. B.; AMARAL, T. G. R.; KANASHIRO, C. Y.; MACHADO, P. F. Avaliação do crescimento bacteriano em leite pasteurizado armazenado sob diferentes temperaturas. CLINICA DO LEITE, Departamento de Zootecnia, ESALQ/USP.Disponível em: <https://uspdigital.usp.br/siicusp/cdOnlineTrabalhoVisualizarResumo?numeroInscricao Trabalho=3063&numeroEdicao=14>. Acesso em: 20 de jun. de 2012. SANTOS, M. V.; FONSECA, L. F. L. Importância e efeito de bactérias psicrotróficas sobre a qualidade do leite. Revista Higiene Alimentar, São Paulo, v. 15, n. 82, p. 13-19, 2001. SANTOS, M. V. Efeito da mastite sobre a qualidade do leite e dos derivados lácteos. In: Congresso panamericano de qualidade do leite e controle de mastite, 2., 2002, Ribeirão Preto, SP. Anais. Disponível em: <https://www.milkpoint.com.br/mn/radarestecnicos>. Acesso em: 26 mar. 2012. SANTOS, M. V.; FONSECA, L. F. L. Granelização e resfriamento do leite e seu impacto sobre a qualidade. Leite & Derivados, São Paulo, n.71, p.35-44, 2003. SANTOS, M.V; FONSECA, L. F. L. Estratégias para controle de mastite e melhoria da qualidade do leite. Barueri: Manole, 2007, 314p. SANTOS, C. A.; FERNANDES, R. C.; ALMEIDA, A. C.; TEIXEIRA, L. M.; SILVA, B. C. M.; VIEIRA, V. A.; FONSECA, M. P.; DINIZ, T. T.; CRUZ, A. L. M.; PIRES JUNIRO, O. S. Boas práticas pecuárias adotadas em sistema de produção de leite por agricultores familiares de Icaraí de minas- norte de Minas Gerais. ZOOTEC, João Pessoa, PB – UFPB/ABZ. 2008. SANTOS, M. V. Boas Práticas Agropecuárias. Agripoint cursos online. 2010. 1 CD-ROM. ______, M. V. Curso online Boas Práticas na Produção Leiteira. 2011. Disponível em: <http://www.milkpoint.com.br/mypoint/agripoint/p_curso_online_boas_praticas_na _producao_leiteira_bpa_leite_qualidade_seguranca_implantacao_boas_praticas_3416.aspx>. Acesso em: 20 de março de 2012. 40 SANTOS, V. A. Q.; HOFFMANN, F. L. Avaliação das boas práticas de fabricação em linha de processamento de queijos Minas frescal e ricota. Rev Inst Adolfo Lutz. São Paulo, 2010; 69(2):222-8. SCALCO, A. R.; SOUZA, R. C. Qualidade na cadeia de produção de leite: diagnóstico e proposição de melhorias. Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v. 8, n. 3, p. 368-377, 2006. SENAC. Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial. Manual de elementos de apoio para o sistema APPCC. Rio de Janeiro; 2001. 282p. SILVA, M. H. Efeito do resfriamento e estocagem sobre alguns grupos de microrganismos e propriedades físico-químicas do leite. Viçosa: UFV, 1991. 104p. SILVA JUNIOR, E. A. Manual de controle higiênico-sanitário em alimentos. 4 ed. São Paulo: Livraria Varela, 2001. 475 p. SILVA, J. A.; CAPUANO, D. M.; TAKAYANAGUI, O. M.; JÚNIOR, E. G. Enteroparositoses e onicomicoses em manipuladores de alimentos do município de Ribeirão Preto, SP, Brasil. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 8, n. 4, p. 385-392, 2005. SILVA, C. O. Diagnóstico e prognóstico da tecnologia de produção de leite no município de Valença – RJ. Programa de pós-graduação em ciência e tecnologia de alimentos. Dissertação de mestrado, UFRRJ, Seropédica, Rio de Janeiro, 2007. 180 p. SILVA, F. T.; FARIAS, A. X.; NETO, F. N.; MACHADO, R. L. P. Boas Práticas de Fabricação em Laticínios: principais não conformidades. Revista Higiene Alimentar, v. 21, n. 180/181, p. 52-58, jan./fev. 2010. SILVA, A. F. Boas Práticas Agropecuárias em ordenha mecânica na Região de São José do Rio Preto, SP. Projeto de Graduação do Curso de Tecnologia em Agronegócio. FATEC, 2010. SILVA, J. L. V. Contribuição para um Manual de Boas Práticas de Manejo da Ordenha para a Produção de Leite de Elevada Qualidade nos Açores – Estudo de Alguns Pontos Críticos de Controlo. Programa de pós-graduação em Tecnologia e Segurança Alimentar. Dissertação de mestrado, Universidade de Açores. Angra do Heroismo – Portugal, 2011. 103 p. Disponível em: < https://repositorio.uac.pt/bitstream/10400.3/1360/1/DissertMaestrado JoseLuisValenteSilva2012.pdf>. Acesso em: 20 jun. 2012. SINDILEITE, Manual de Boas Práticas Agropecuárias – BPA. Goiânia – GO, 2008. Disponível em: < http://www.terraviva.com.br/terraviva/file/1/SINDILEITE-BPA.pdf>. Acesso em: 20 de mar. de 2012. SINNEL, H. J. Control of food-borne infections and intoxications. Food microbiology, v. 25, p. 207-209, 1995. SOUSA, M. R. P. Diagnóstico da tecnologia e planejamento de procedimentos padronizados de limpeza e sanificação de equipamentos de ordenha mecânica tipo canalizada. Programa de pós-graduação em ciência e tecnologia de alimentos. Dissertação de mestrado, UFRRJ, Seropédica, Rio de Janeiro, 2005. 66 p. 41 SWAIGOOD, H. E. Características de los fluidos nutritivos de origen animal: leche. In: FENNEMA, O. R. Química de los alimentos. Editorial Acribia, Zaragoza. 1993. p. 889-930. TABAI, K. C. Avaliação dos resultados do programa de análise de qualidade de produtos do Instituto Nacional de Metrologia e Qualidade Nutricional - INMETRO. 2001. 139p. Tese de Doutorado em Alimentos e Nutrição – Universidade Estadual de Campinas, Campinas – SP, 2001. TEIXEIRA, S,; MILET,Z.; CARVALHO, J.; BISCONTINI,T. M. Administração aplicada às unidades de alimentação e nutrição. 1. ed. São Paulo: Atheneu, 2000. 219 p. TRONCO, V. M. Manual para inspeção da qualidade do leite. 3. ed. Santa Maria: Editora da UFSM, 2008. VENTURINI, K. S., SARCINELLI, M. F., SILVA, L. C. Processamento do Leite. Boletim Técnico – PIE-UFES: 02207. 2007. ZACCARELLI, E; COELHO, H. D. S; SILVA, M. E. P. O jogo como prática educativa no treinamento para controle higiênico-sanitário, em unidades de alimentação e nutrição. Revista Higiene Alimentar, v. 14, n. 70, p. 23-26, 2000. BRASIL, Ministério da Saúde. Portaria n° 326 de 30 de julho de 1997. Regulamento Técnico sobre as condições higiênico-sanitárias e de boas práticas de fabricação para alimentos produzidos/fabricados para consumo humano. Diário Oficial da República do Brasil, Brasília, DF, 01 de ago. 1997. Disponível em: <http:www.anvisa.gov.br/legis/portarias/326_97.htm>. Acesso em: 23 jun. 2012. ______. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Portaria nº 368, de 04 de setembro de 1997. Regulamento Técnico sobre as condições higiênico-sanitárias e de boas práticas de elaboração para estabelecimentos/ industrializadores de alimentos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 08 set. 1997. Disponível em: <http://extranet.agricultura.gov.br/sislegisconsulta/servlet/VisualizarAnexo ?id=2459>. Acesso em: 23 jun.. 2012. ______. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução nº 275, de 21 de outubro de 2002. Regulamento Técnico de Procedimentos Operacionais Padronizados aplicados a estabelecimentos produtores/industrializadores de alimentos e a lista de verificação das Boas Práticas de Fabricação de estabelecimentos produtores/industrializadores de alimentos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 23 out. 2002. Disponível em: <http://anvisa.gov.br/legis/ resol/2002/275_02rdc.htm>. Acesso em: 23 jun. 2012. ______. Ministério da Agricultura. Instrução Normativa no62, de 26 de agosto de 2003b. Métodos Analíticos Oficiais para Análises Microbiológicas para controle de Produtos de origem animal e de Água. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 ago. 2003b, p. 39. BONFIM, D. L. Diagnóstico HigiÊnico-sanitário das casas de farinha da Microrregião de Imperatriz, MA. 2012. 171f. Dissertação (Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, Rio de Janeiro, 2012 CHAVES, J. B. P.; ASSIS, F. C. C.; PINTO, N. B. M.; SABAINI, P. S. Boas Práticas de Fabricação (BPF), para restaurantes, lanchonetes e outros serviços de alimentação. 1 ed. Viçosa: Ed. UFV, 2006. 68 p. DELAVAL, On line. Disponível em: <http: www.delaval.com.br/Dairy_Knowledge/EfficientMilking /Demands_On_The_Milking_Equipment.html>. Acesso em: 23 jun. 2012. MARLICE, T. R. ARMANDO, C. C. Ordenhadeira Mecânica. Disponível em: http://www.agencia .cnptia.embrapa.br/Agencia8/AG01_67_21720039240.html. Acesso em: 01 jun. 2012 SENAI. Cartilha 1: Controle de perigos. Série Qualidade e Segurança Alimentar. Rio de Janeiro: SENAI/DN, 2002. ______. Curso de implantação de Boas Práticas de Fabricação e planos APPCC em indústria de alimentos. Departamento Regional do Piauí. Período de 04 a 08 de outubro de 2010. Teresina, PI: 2010. CD ROMpor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectProdução leiteirapor
dc.subjectqualidade do leitepor
dc.subjectordenhadorpor
dc.subjectMilk productioneng
dc.subjectmilk qualityeng
dc.subjectmilkereng
dc.subject.cnpqCiência e Tecnologia de Alimentospor
dc.titleBoas práticas agropecuárias aplicadas no processo de ordenha para produtores de leite da região dos Cocais – MApor
dc.title.alternativeGood agricultural practices applied in the process of milking for dairy farmers in the region of Cocais-MAeng
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:Mestrado em Medicina Veterinária (Patologia e Ciências Clínicas)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012 - Maria Christina Ferreira de Oliveira Castro.pdfMaria Christina Ferreira de Oliveira Castro2.08 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.