???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2860
???metadata.dc.type???: Tese
Title: Ectoparasitos de morcegos (Chiroptera) - Análises entre supracomunidades em áreas de mata ciliar, Floresta Atlântica, Estado do Rio de Janeiro
Other Titles: Ectoparasites of bats (Chiroptera) - Analyses of supracommunities in riparian areas, Atlantic Forest, State of Rio de Janeiro
???metadata.dc.creator???: Lourenço, Elizabete Captivo 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Famadas, Kátia Maria
???metadata.dc.contributor.referee1???: Famadas, Katia Maria
???metadata.dc.contributor.referee2???: Esbérard, Carlos Eduardo Lustosa
???metadata.dc.contributor.referee3???: Bittencourt, Emerson Brum
???metadata.dc.contributor.referee4???: Alejos, José Luis Fernando Luque
???metadata.dc.contributor.referee5???: Luz, Júlia Lins
???metadata.dc.description.resumo???: Pouco se conhece dos aspectos ecológicos da maioria das espécies de ectoparasitos de morcegos, da relação destes com o hospedeiro e como os fatores ambientais e/ou do próprio hospedeiro agem na variação de suas populações. Morcegos albergam uma grande variedade de ectoparasitos, dentre eles, as moscas Streblidae e os ácaros Spinturnicidae. Esses ectoparasitos são hematófagos, exclusivos de morcegos e mantem uma forte relação de especificidade e coevolução com morcegos Phyllostomidae, o que os torna bons taxa para inferir a respeito de possíveis variações entre áreas. Considerando que áreas com diferentes características de paisagem possam determinar diferenças no ectoparasitismo de Streblidae e Spinturnicidae nos morcegos Phyllostomidae foi realizado um estudo das composições das assembleias e dos componentes das populações e dos componentes das comunidades de três áreas de mata ciliar inseridasno bioma Mata Atlântica, município de Nova Iguaçu, região do Tinguá, Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Duas áreas na zona de amortecimento da Reserva Biológica do Tinguá, uma área agrícola, Takume, e uma área de reflorestamento, Canavarro, e uma área no interior da Reserva Biologica do Tinguá, Rebio, considerada como a área mais preservada. O esforço amostral foi similar nas três áreas, com amostragens mensais, totalizando 12 noites em cada área, entre maio de 2011 e abril de 2012. Foram encontradas 22 espécies de morcegos Phyllostomidae, 24 espécies de moscas Streblidae e cinco de ácaros Spinturnicidae no computo geral das três áreas. A Rebio apresentou as maiores riquezas de morcegos e ectoparasitos, enquanto que Canavarro apresentou as maiores abundâncias de indivíduos e dos índices parasitológicos de prevalência, intensidade e abundância média de infestação. As maiores riquezas da Rebio foram atribuídas ao maior grau de preservação da área que permitiu a maior riqueza de morcegos e assim de seus ectoparasitos associados. As maiores abundâncias, assim como os maiores índices parasitológicos do Canavarro foram atribuídos à elevada abundância de duas espécies de morcegos, Artibeus lituratus e Sturnira lilium. Ambas as espécies são comumente encontradas infestadas tanto por espécimes de Streblidae como por espécimes de Spinturnicidae. Os dados reforçam a idéia de alta especificidade destes ectoparasitos com seus hospedeiros. Já que o parasitismo das áreas acompanhou as variações das assembleias de morcegos, não demonstrando variações que poderiam estar associadas a outras variáveis que não seus hospedeiros preferenciais.
Abstract: Few is known of the ecological aspects of most species of ectoparasites of bats, their relationship with the host and how environmental factors and/or the host itself act on the variation of their populations. Bats are home to a wide variety of ectoparasites, including the Streblidae flies and Spinturnicidae mites. These ectoparasites are haematophagous, exclusive of bats and maintains a strong relationship specificity and coevolution with phyllostomid bats, which become them good taxa to infer about possible variations between areas. Whereas areas with different landscape characteristics to determine differences in parasitism of Streblidae and Spinturnicidae in phyllostomid bats was realized a study of the compositions of the assemblage and components of populations and components of communities of three areas of riparian forest inserted on Atlantic Forest, Nova Iguaçu city, Tinguá region, State of Rio de Janeiro, Brazil. Two areas in the buffer zone of Biological Tinguá Reserve, an agricultural area, Takume, and a reforestation area, Canavarro, and an area in within the Biological Reserve of Tinguá, Rebio, considered the most preserved area. The sampling effort was similar in all three areas, with monthly sampling, a total of 12 nights in each area, between May 2011 and April 2012.It was registerd 22 species of bats phyllostomid, 24 species of bat flies Streblidae and five Spinturnicidae mites total of the three areas. The Rebio had the highest richness of bats and ectoparasites, while Canavarro had the greatest abundance of individuals and parasitological rates, prevalence, intensity and mean abundance of infestation. The greatest richness of Rebio was attributed to the greater degree of preservation of the area that allowed highest richness of bats and thus their associated ectoparasites. The highest abundance, as well as the highest parasitological indices on Canavarro was attributed to the high abundance of two species of bats, Artibeus lituratus and Sturnira lilium. Both species are commonly found infested by specimens of Streblidae and Spinturnicidae. The data reinforce the idea of high specificity of these ectoparasites with their hosts. Since the parasitism of the areas followed the variations of bats assembleges, showing no variations that could be associated with variables other than their preferred hosts.
Keywords: Phyllostomidae
Streblidae
Spinturnicidae
???metadata.dc.subject.cnpq???: Medicina Veterinária
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Veterinária
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Citation: LOURENÇO, Elizabete Captivo. Ectoparasitos de morcegos (Chiroptera) - Análises entre supracomunidades em áreas de mata ciliar, Floresta Atlântica, Estado do Rio de Janeiro. 2015. 79 f Tese (Doutorado em Ciências Veterinárias) - Instituto de Veterinária, Departamento de Parasitologia Animal, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica - RJ, 2015.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2860
Issue Date: 24-Feb-2015
Appears in Collections:DOUTORADO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2015 - Elizabete Captivo Lourenço.pdfDocumento principal2.81 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.