???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2045
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: A argamassa cimento-vermiculita na construção de colméias modelo Langstroth
???metadata.dc.creator???: CIDREIRA, Rodolfo Gonçalves
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Lorenzon, Maria Cristina Affonso
First advisor-co: Rodrigues, Edmundo Ventura
Second Advisor-co: Vieira, Antonio Assis
???metadata.dc.description.resumo???: A vermiculita expandida é um material isolante e muito utilizada pela engenharia. Nesta pesquisa, tendo como proposta a construção de caixas de abelhas com argamassa cimento-vermiculita (ACV), testou-se se este material apresenta respostas físicas e biológicas semelhantes às caixas construídas de madeira. Esse estudo foi realizado em uma região tropical (22º45’28"S, 43º41’05"W) durante oito meses. As caixas, modelo Langstroth, foram construídas, instaladas e povoadas em um apiário de colônias de abelhas Africanizadas, com a mesma população e parentesco da rainha. Acompanhou-se a temperatura interna, avaliou-se a condutividade térmica e a perda evaporativa das caixas de madeira e de ACV, não povoadas. Quando em colônias, verificou-se seus padrões de desempenho referentes ao controle térmico, da atividade de vôo, da área de produção de favos e armazenamento de alimento, do peso da melgueira, do mel coletado e da sua qualidade química. As caixas e colônias de ACV foram comparadas às de controle, de madeira, em um delineamento inteiramente casualizado, com dois níveis de tratamento (tipo de material, início e fim do estudo) e cinco repetições por tratamento, através da análise de variância. O peso da colméia padrão ACV foi aproximadamente o dobro da de madeira e seu custo de US$15,19) foi 28,50% mais baixo que o da colméia de madeira. A temperatura média interna das caixas e colméias de madeira e vermiculita foram semelhantes. Na caixa de ACV houve maior absorção e perda mais rápida de água do que na de madeira. Apesar do controle térmico das colônias de ACV, verificou-se que, eventualmente o intervalo da temperatura interna ultrapassou a faixa ótima, o que pode ter ocasionado a redução da atividade de vôo, cuja diferença com a colméia de madeira foi significativa. A área de formação de favos, de armazenamento de alimento e o peso do mel coletado não apresentaram diferenças significativas, mas sofreram grande variação. A qualidade do mel amostrados nas colméias de ACV e madeira apresentaram-se dentro do padrão rotineiro de análise química. Considerando-se que a caixa de ACV representa um modelo de construção artesanal, de baixo custo e características semelhantes à caixa de madeira, sua utilização torna-se mais uma alternativa viável para o meio apícola, exceto para a atividade migratória.
Abstract: The expanded vermiculite is a light-weighted and cheap product that, for its thermal resistance, has become a valuable insulating material, oftently used in engineering. Brazilian Apiculture is currently facing some obstacles to produce wooden hives. Regarding the similar physical properties within the wood, the hives made of cement-vermiculite mortar (CVM) have been tested in order to find out if it shows also similar biological responses to the wooden hives. This study took place in a tropical region ((22º45’28"S, 43º41’05"W), during eight months. Standard Langstroth hives (n=20) were built, and used in an apiary containing Africanized honeybees colonies from equal strength (one super) and queen line. The CVM boxes and colonies were compared with control one (wooden made) in a completely randomized design, with two factors (beginning and end of the study, with and without bees) and 5 repetitions/treatment, which were used in order to test the colony performance patterns: thermal control, flight activity, area of wax comb production and storage of food, weight of the super, honey collected and its chemical analysis. The standard CVM hive (2 supers) weights about 21.66 kg and its cost requirement (US$15.19) was 28.50% cheaper than the wooden hives cost. There were no significant differences between the hives performance. The honey quality sampled in both types of material followed the pattern of the schedule chemical analysis. Although the experiment time was restricted, the results allow us to recommend this new material (CVM) to small or poor beekeepers, to regions that need wood extraction prevention and to tropical regions. For it cannot be transported, the CVM hives must not be used for migratory activity. Hives made of cement-vermiculite mortar have been studied for two years now, and more time is needed to further observations.
Keywords: Africanized honeybees
tecnology
type of material
vermiculite
thermoregulation
abelhas africanizadas
tecnologia
tipo de material
termorregulação
vermiculita
???metadata.dc.subject.cnpq???: Nutrição, Alimentação e Produção de Não-Ruminantes
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Zootecnia
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Zootecnia
Citation: CIDREIRA, Rodolfo Gonçalves. A argamassa cimento-vermiculita na construção de colméias modelo Langstroth. 2003. 48 f. Dissertação (Mestrado em Zootecnia), Instituto de Zootecnia, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ, 2003.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/2045
Issue Date: 15-Apr-2003
Appears in Collections:Mestrado em Zootecnia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2003 - Rodolfo Gonçalves Cidreira.pdfDocumento principal917.34 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.