???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1691
???metadata.dc.type???: Dissertação
Title: A comunidade parasitária da Trilha, Mullus argentinae Hubbs & Marini, 1933 (Perciformes, Mullidae): aspectos taxonômicos e seu uso para a discriminação de estoques populacionais
Other Titles: The parasite community of Goatfish, Mullus argentinae Hubbs & Marini, 1933 (Perciformes: Mullidae): taxonomic aspects and its use for discrimination of population stocks
???metadata.dc.creator???: PEREIRA, Aldenice Nazaré Silva 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Alejos, José Luis Fernando Luque
???metadata.dc.contributor.referee1???: Alejos, José Luis Fernando Luque
???metadata.dc.contributor.referee2???: Silva, Cláudia Portes Santos
???metadata.dc.contributor.referee3???: Martins, Maurício Laterça
???metadata.dc.description.resumo???: Estudos prévios da fauna parasitária da Trilha (Mullus argentinae) em amostras provenientes do Brasil e da Argentina mostram uma significativa diversidade de espécies e sugerem que este recurso ictiológico é um bom modelo para testar hipóteses de distribuição de parasitos e seu uso como indicadores biológicos da presença de estoques ou de populações diferentes de hospedeiros e que permitam obter informações relevantes para um adequado manejo desta espécie. O propósito deste trabalho foi estudar a composição e estrutura das comunidades parasitárias da Trilha (M. argentinae), avaliar se a variação temporal da amostragem influencia na fauna parasitária e verificar seu uso como ferramenta para a discriminação de possíveis estoques desta espécie ao longo da sua distribuição geográfica, que inclui o litoral do Brasil e da Argentina. Durante o período de março de 2010 a julho de 2011, foram coletados um total de 430 espécimes de M. argentinae de três localidades do litoral brasileiro (Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e de uma localidade do litoral da Argentina (Mar Del Plata). A abordagem quantitativa foi feita em nível de infrapopulações parasitárias, sendo calculados os descritores quantitativos, para cada espécie de parasito de cada área estudada. Para as espécies com prevalência >10% foram feitas análises de χ² (qui-quadrado) para testar diferenças significantivas de prevalência entre localidades. ANOVA e um teste Tukey a posteriori foram feitos para testar se existe diferença entre grupos. Foram utilizados também os índices de similaridade qualitativa de Jaccard e quantitativa de Bray-Curtis. Na análise multivariada, primeiramente desenvolveu-se uma análise de agrupamentos, que agrupa os parasitos pela abundância de espécies existentes nas localidades. A Análise discriminante foi usada para detectar diferenças entre localidades e entre diferentes épocas de coleta e identificar espécies de parasitos responsáveis por estas diferenças.
Abstract: Previous studies of the parasitic fauna of the goatfish (Mullus argentinae) from Brazil and Argentina show a significant diversity of species and suggest that this host feature is a good model to test hypotheses for the distribution of parasites and their use as biological indicators of the presence of stocks or different populations of hosts and allowing information relevant to good management of this species. The purpose of this work was to study the composition and structure of parasites communities of the goatfish (M. argentinae), assess whether the temporal variation influences the parasitic fauna and verify its use as a tool for discrimination of possible stocks of this species throughout its geographical distribution, which includes the coast of Brazil and Argentina. During the period of March 2010 to July 2011, were collected 430 specimens of M. argentinae of three locations along the Brazilian coast and an area of the coast of Argentina. In statistics, the quantitative approach was made at the level of parasitic infrapopulations and ecological descriptors were calculated for each parasite species in each area. Species with prevalence >10% in at least one of the localities were analyzed in the χ ² (Chi-square) to test significant differences in prevalence between locations. ANOVA and a Tukey test a posteriori were performed to test for unequal samples. It was analyzed similarity indices of Jaccard and qualitative Bray-Curtis and quantitative and multivariate analysis. Discriminate analysis was used to detect differences between locations and identify species of parasites responsible for these differences.
Keywords: Parasitic communities
Distribution of parasites
Populations
Comunidades parasitárias
Distribuição de parasitos
Populações
Estoque
???metadata.dc.subject.cnpq???: Medicina Veterinária
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
???metadata.dc.publisher.initials???: UFRRJ
???metadata.dc.publisher.department???: Instituto de Veterinária
???metadata.dc.publisher.program???: Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias
Citation: PEREIRA, Aldenice Nazaré Silva. A comunidade parasitária da Trilha, Mullus argentinae Hubbs & Marini, 1933 (Perciformes, Mullidae): aspectos taxonômicos e seu uso para a discriminação de estoques populacionais. 2012. 72 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias). Instituto de Veterinária, Departamento de Parasitologia Veterinária, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, RJ. 2012.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: https://tede.ufrrj.br/jspui/handle/jspui/1691
Issue Date: 1-Mar-2012
Appears in Collections:MESTRADO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
2012 - Aldenice de Nazaré Silva Pereira.pdfDocumento principal1.69 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.